InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Distrito 04

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
Amethyst Portshore
Admin
avatar

Mensagens : 41
Data de inscrição : 12/03/2017
Idade : 27
Localização : Capital
Jogador : Állan

MensagemAssunto: Distrito 04   Ter Mar 14, 2017 1:10 pm

Relembrando a primeira mensagem :



DISTRITO 4


"O Distrito 4 é um dos distritos mais ricos de Panem. Sua indústria é a pesca, que é útil para os tributos nos Jogos Vorazes: eles têm experiência na utilização de redes e tridentes, formando anzóis a partir do zero, são bons nadadores, e sabem identificar a vida marinha comestível. "


Antecipando os dias da Colheita, o ambiente no Distrito 4 estava longe de ser tenso. Os mais fracos sempre se sentiram seguros por saberem que sempre terão os Carreiristas como voluntários, porém o voluntariado aqui não era tão comum quanto nos outros distritos carreiristas.


ATENÇÃO: Utilize este tópico para interagir dentro do seu Distrito (sozinho ou com o seu companheiro de Distrito). Pode falar de tudo, desde do que está fazendo até ao que está sentindo. Aproveite para desenvolver a história do seu personagem. A postagem não é obrigatória, mas apenas a faça se tiver a certeza que não mudará o distrito e ocupação do seu personagem depois. E lembre-se: O seu personagem ainda não foi escolhido na Colheita.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://78hungergames.forumeiros.com

AutorMensagem
Cutter Airsmith

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 20
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Ter Abr 25, 2017 11:21 pm


Cutter Airsmith
▬▬▬▬▬❄️▬▬▬▬▬


Ouço Bindi brandir sua vitória temporária e Zora se levantar, reclamando alguma coisa. Faço um sinal com a mão para que as meninas façam silêncio e me aproximo da porta para ter certeza de que o que eu estava vendo era realmente real.

Slash estava usando a mesma regata branca com um tridente estampado no peito esquerdo, que usávamos para vir à academia nas quintas. Por uma coincidência do destino, hoje também era quinta. Não sabia ao certo se foi seu subconsciente ou somente uma escolha aleatória.

Chamo meu primo pelo nome, dando alguns passos em sua direção, completamente incrédulo com a imagem dele ali, após tanto tempo desde o incidente. Slash leva sua mão à cabeça, e começa a agitá-la em negativa, como se negasse algo ou estivesse saindo da própria realidade. Ele ajoelha e se apoia em uma perna, me olhando de baixo para cima, com uma cara confusa, pedindo por ajuda.

Surpreendo-me ao ver que ele também me chamou pelo nome. Esboço um sorriso no rosto e estico meu braço para Slash, oferecendo-o minha mão. Ele aceita e se levanta, só então tomo coragem para abraçá-lo.

- Desculpe, primo!  - sorrio, feliz. - Você preocupou a gente... Venha, vamos até o vestiário, podemos conversar enquanto troco de roupa. - volto-me para as meninas e então uma terceira imagem aparece atrás de nós. Margaery. Óbvio que ela estava junto com Slash, ninguém mais aceitaria vir com ele até aqui, nem mesmo Sharpen. - Meninas, sinto em desapontá-las, mas precisamos ter uma reunião em família antes do treino efetivamente começar. Margaery, pode tomar conta delas para que não acabem se matando? - sorrio. - Comportem-se, caso contrário, as duas não poderão treinar mais antes do horário efetivo de treino. 

Viro-me e então mostro o caminho para meu primo. Antes de entrar de fato no vestiário, Slash para e olha para o arsenal de armas no canto direito da parede.

- Bonito tridente. - ele diz, admirado.

- Engraçado, Slash... Aquele era o seu tridente de treino. - sorrio e ambos entramos no vestiário. Se minha tia não estava pronta o suficiente para contar as verdades a Slash, eu estava.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zora Greyport

avatar

Mensagens : 43
Data de inscrição : 16/03/2017
Idade : 18
Localização : Distrito 4
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Qua Abr 26, 2017 11:50 am


ZORA GREYPORT
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

Ignoro completamente o sinal de Cutter e sigo-o até à porta, sem tirar os olhos dele, ainda aguardando minha resposta - mas nada. Cutter nem se dignava a olhar para mim e já me estava tirando do sério. Cerro meus punhos com a raiva, mas o nome que ele chama parece-me acordar de repente. Slash?

Meu olhar foge imediatamente para a porta, onde uma cara não tão desconhecida decidira fazer uma aparição. Eu não acredito, quando foi a última vez que esse cara apareceu aqui? Slash... Airsmith, acho eu. Ele é da família de Cutter! Por isso que seu sobrenome me era tão familiar. Slash era um dos pupilos favoritos do meu pai. Meu deus, ele não se calava um segundo sobre ele. O garoto era o único que mantinha Sidon um lugar abaixo do primeiro na tabela, antes da guerra... o que ele está fazendo aqui de novo? Já vem tarde se decidiu afinal se voluntariar no próximo ano.

Nunca fui muito com a cara do garoto, mas isso porque meu pai nunca se calava sobre ele. Não me lembro de ter trocado mais que uma ou duas palavras com ele, já que como quase todos os idiotas desta academia, me olhava diferente só por ser filha de quem sou. Mas com a raiva que estou sentindo de momento, não vou nem dar-me ao trabalho de pensar sobre o passado. Não estou com cabeça para isso.

Dou meia volta e me dirijo até perto do tatame novamente, ignorando Bindi mais uma vez e pousando minhas luvas no stand. Já estava preparada para sair dali, quando Cutter decide voltar a acordar para nós e ainda têm a maravilhosa ideia de nos deixar com uma babá, o que é a gota de água para me tirar efetivamente do sério.

 — Sério isso, Cutter!? - Passo os olhos por todos os presentes, franzindo o sobrolho  - Poupem-me, tenho mais que fazer.

Viro as costas sem dizer mais nada, seguindo em direção ao stand de armas mais longe dali.

Girls are not meant to fight dirty
Never look a day past thirty
Not gonna bend over and curtsey for you

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 47
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Ter Maio 02, 2017 11:04 pm


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬


Caminho ao lado de Cutter por um tempo, não conseguia entender muito o porquê, mas ele passava muita confiança no olhar. Fico um tempo parado até que ele me pede para sentar e relaxar.

- Imagino o quanto as coisas estão complicadas na sua cabeça, você saiu de uma parada dura.

Suspiro e olho para baixo, tentando reunir todas informações que podia.

- O que aconteceu? – pergunto. - Como isso aconteceu?

Cutter senta do meu lado e coloca a mão sob meu ombro.

- Durante a grande guerra alguns de nós da academia carreirista estava ajudando a reunir as pessoas e levar até um abrigo onde nossa família estava. Você, eu e Sharpen fomos contra eles – percebo que Cutter cita “eles” com a voz quase que sem sair. Cutter também parecia com medo de me contar o que estava acontecendo, disso não tinha dúvida alguma. - Então, Slash, na praia, você acabou ficando para trás para ajudar uma mulher...

Levo minha mão à cabeça. Cutter parece notar e também para de falar, perguntando se eu estava bem. Lembranças da mulher sangrando me vem à cabeça, eu usando um corpo para me proteger de tiros. O olhar desesperado da mulher em busca de ajuda. Me coloco de pé rapidamente, correndo em direção a um dos sacos de areia presos no teto e começo a espanca-lo. Cutter se levanta e segura o saco de areia, percebendo que talvez isso pudesse ser terapêutico. Depois de finalmente cansar, lembro de um menino que estava chorando e então a visão volta com ele no meu colo, seguido por uma grande explosão. Com lágrimas nos olhos me viro para Cutter.

- O menino, Cutter... Tinha um menino, ele... Como ele está? – sabia que a próxima resposta poderia não ser o que eu gostaria de ouvir, mas precisava saber o que havia acontecido com o menino.


I'm trying understand myself
Who I'm and who they are
Why a promise means so much to me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cutter Airsmith

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 20
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Ter Maio 02, 2017 11:12 pm


Cutter Airsmith
▬▬▬▬▬❄️▬▬▬▬▬


Levo minha mão à cabeça e faço uma careta de dor ao ver Slash chorando. Não sabia como agir em casos assim e queria ser a última pessoa a ter que conta-lo tal tipo de história, ainda mais agora que faz tão pouco tempo que ele voltou pra casa.

- É um assunto delicado, Slash...

Ele segura meu braço e se levanta, me encarando com os olhos vermelhos e cheios d’água.

- Eu tenho o direito de saber, porra! – ele grita.

Lembro-me de tudo o que a tia nos pediu. Lembro de Sharpen passando noites sem dormir ao ver seu irmão em coma. Consigo ouvir Margaery chorando porque achava que o cara que ela sempre foi apaixonado morreria por conta da guerra. E apesar de todos se mostrarem tão preocupados, ver Slash chorar por causa de uma criança não me deixava menos que puto. Ele sempre teve essa mania de querer ser herói pra todo mundo, só não percebeu o quanto isso também machuca aqueles que estão próximos à ele com seu raciocínio besta. Deixo o sangue subir à minha cabeça e aplico um golpe para tirar as mãos de Slash de cima das minhas e em seguida seguro seus braços pelo tríceps e o puxo pra perto de mim.

- A criança tá morta, Slash! – Sinto lágrimas brotarem também nos meus olhos. – Enquanto todo mundo chorou por você, você tá aí chorando por causa de uma criança que nunca conheceu. - empurro-o e encaro Slash nos olhos.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 47
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Ter Maio 02, 2017 11:26 pm


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬


Aquele mesmo primo que estava sorrindo na foto comigo, Margaery, Sharpen e meu suposto avô agora gritava comigo, irado. Ele me segura com força pelos braços e me lembro que Cutter e força estavam diretamente ligados, mas sem nenhuma memória. Ele me empurra e acabo batendo no saco de pancadas atrás de mim. A criança está morta, ele disse.

Dou um passo para frente e limpo as lágrimas em meus olhos. Como ele pode dizer isso com tanta frieza? Aquela criança, me lembro que eu queria salvá-la, queria mostrar pra ele que nem todas as pessoas desse mundo são más. Cerro meus punhos e abaixo a cabeça, deixando mais lágrimas cair.

- Eu devia tê-lo segurado com mais força. Devia tê-lo protegido melhor... – digo, olhando para o chão.

Cutter suspira e percebo sua aproximação pela sua sombra.

- Eu estava lá. Você tentou seu melhor.

Sinto a mão de Cutter pesar em meu ombro e então levanto minha visão para encará-lo. Não tinha tomado conhecimento do quão minha cabeça doía, parecia que mais um passo e eu desabaria. Percebo minha visão turva e então abaixo lentamente no chão, para não desmaiar mais uma vez.

- Não importa o que aconteça, isso não vai acontecer nunca mais. – digo, como um juramento. - Quero treinar aqui, Cutter. Quero ser um membro da academia carreirista novamente.

Digo seriamente, com o maxilar fechado, olhando para meu primo de baixo para cima. Percebo um sorriso malicioso de Cutter com o canto da boca.

- Voltar a treinar é fácil. Quero ver você convencer sua mãe a deixá-lo voltar.



I'm trying understand myself
Who I'm and who they are
Why a promise means so much to me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sidon Loredan

avatar

Mensagens : 13
Data de inscrição : 06/04/2017
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Qui Maio 04, 2017 5:02 pm


SIDON ♆ LOREDAN

 — Mãe, Fenrir é meu amigo. Não há nenhuma razão lógica para continuares falando dele assim dessa maneira. - Suspiro mais alto que o planejado, pois já era a quinta vez que eu tenho que dizer isso - e já sei que a resposta vai ser a mesma.

— Qual amigo qual quê! - Ela reclama, batendo com o copo na mesa - Na academia não há cá essa de amigos! Acha que ele vai ser amigo o suficiente para te deixar ir para os Jogos no lugar dele quando te ultrapassar na tabela!?

Pronto, aí está. Mantenho minha expressão neutra e engulo o pedaço de pão que tenho na boca,
abrindo-a depois apenas para dar uma pequena correcção:

  Se. - Estico o braço até ao meu copo, quando vejo minha mãe de sobrancelha arqueada, confusa - Se ele me ultrapassar.

Termino o copo de água de uma vez só e me levanto da mesa.
 — Até logo, mãe. - ofereço-lhe um sorriso e encosto a cadeira à mesa, dirigindo-me de seguida à porta.

Meu percurso até à Academia é tranquilo. Sinto a brisa fresca do mar na minha pele, me concentro apenas no cheiro familiar do sal e tento esvaziar minha mente até chegar na entrada. Tal como esperado, a porta já está aberta mesmo ainda faltando alguns minutos para o começo oficial do treino. Normalmente os treinadores chegam um pouco antes, mas ainda antes que eles às vezes chega Zora primeiro. Filha do ex-treinador Lochron Greyport, ela ainda possui a chave dele para entrar aqui mais cedo, pelo menos até alguém se lembrar de trocar a fechadura. Não consigo evitar um sorriso ao me lembrar dos tempos que passámos treinando fora de horas para alcançarmos ambos o primeiro lugar da tabela, aquela garota é uma personagem e tanto. Tenho pena de já não conseguir chegar tão antes de hora como nessa altura, mas agora que realmente estou em primeiro lugar minha mãe só ficou ainda mais paranóica sobre a possibilidade de perder o mesmo e sempre me empata de manhã.

Assim que entro na academia, vejo logo Arodon poucos metros mais à frente. O treinador parece ter acabado de chegar também e como sempre, já tinha Bindi em redor dele. Olho para ambos os cantos da sala principal para encontrar a pequena com cara de emburrada no stand de armas - não de arma da mão, mas sentada na trave de um dos suportes com a cara apoiada na mão. Inclino a cabeça confuso, e sem mais demoras me dirijo até ela.

— A Zora não está a treinar? Será que estou a alucinar? - Brinco, oferecendo-lhe uma mão para a ajudar a se levantar.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zora Greyport

avatar

Mensagens : 43
Data de inscrição : 16/03/2017
Idade : 18
Localização : Distrito 4
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Qui Maio 04, 2017 7:30 pm


ZORA GREYPORT
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

Saúdo Arodon que acaba de chegar na academia apenas com um levantar de mão, e só à segunda vez que ele faz sua voz estridente ecoar um bom dia por toda a sala. Bom dia o caralho. Esse dia tá é uma merda e realmente o que eu preciso agora é de lidar com um velho rabugento amigo do meu pai e ainda levar com a minha némesis, que acabara de me vencer em combate, vangloriar-se da sua vitória ao queridinho treinador.

A realidade ainda não havia caído em mim, tudo o que acabara de se passar me parece tão irreal não tivesse aqui a minha querida Bibizinha me relembrando a cada 5 segundos do que sucedera. Já ia para pegar na minha arma quando acabo por simplesmente me sentar numa das traves do stand, sem paciência nenhuma para nada. Só espero que essa sensação idiota decida abandonar minha cabeça rapidamente, pois não posso me dar ao luxo de perder um dia de treino só por um erro bobo da minha parte.

Levanto a cabeça quando ouço a porta abrir, revelando Sidon do outro lado. Apoio minha cara na mão e viro a atenção para outro lado, sabendo que ele viria ter comigo de qualquer forma. Volto a olhar para ele quando está a apenas poucos centímetros de mim, mas cabeça tá tão pesada que não consigo sorrir nem para ele nem pro seu comentário. Fico encarando-o por alguns segundos como se ainda estivesse processando o facto de que ele está ali à minha frente, ia-lhe dizer qualquer coisa mas já nem sei o quê. Escuto-o chamar pelo meu nome mas só volto a mim mesma quando ele agarra na minha mão e me puxa para me levantar, agora com a sua expressão de graça mais séria.

Quando ele me pergunta o que se passa, é que me apercebo o quão ridícula estou sendo. Abano minha cabeça e esboço uma careta confusa, dizendo-lhe que não se passava nada. Claro que ele não acreditou, voltando a insistir no assunto.

 — Tá, aquela idiota ali venceu-me num combate corpo a corpo. - Dou um ênfase irónico à palavra venceu, a expressão de Sidon mantinha-se igual mas eu volto a falar antes que ele possa dizer algo - Tipo, não venceu a sério sério né... Cutter se distraiu e terminou o combate antes do tempo. Já para não falar que ela só ganhou vantagem sobre mim porque eu tropecei. Mas tu sabes como ela é né, agora nunca mais se vai calar com isso e eu já não tou com muita paciência não...

Tento manter minha expressão despreocupada e sem ligar muito ao assunto, mas a forma como Sidon olha para mim e solta uma pequena gargalhada me tira do sério. Apoio meu braço na anca e me inclino para ele, franzindo o sobrolho.

 — Qual é a piada, Sidon!? - Percebo que falei um pouco alto demais e olho para trás para ver se Bindi estava escutando, mas ela parecia demasiado ocupada a mostrar-se para Arodon - Não é só porque ela nunca se vai calar. Cutter era minha única hipótese para dar a volta à cabeça de Arodon e me colocar no lugar certo da tabela, e agora ele viu-me perder para Bindi. - reclamo, fixando Sidon bem nos olhos.

Girls are not meant to fight dirty
Never look a day past thirty
Not gonna bend over and curtsey for you

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sidon Loredan

avatar

Mensagens : 13
Data de inscrição : 06/04/2017
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Sab Maio 06, 2017 11:14 am


SIDON ♆ LOREDAN

Zora continua me surpreendendo com essa brincadeira de fingir não se sentir afetada por uma coisa ou outra quando tudo o resto indica o contrário. Aos anos que conheço essa garota e mesmo assim ela ainda insiste em se mostrar como um ser sobrehumano sem fraqueza alguma, sem se aperceber que é isso mesmo que mais fraqueza lhe traz. A pressão que a garota coloca sobre si própria, o stress a que ela se submete, isso sim é sobrehumano.

Quase sem pensar, solto um leve riso perante a atitude de Zora, sem tirar os olhos dela. Todos nós perdemos combates, ninguém passou nem passará por aqui com uma pontuação perfeita. Seja por descuido do adversário ou nosso, ou por outra coisa qualquer - um combate depende de tantos fatores que é impossível conseguir ter controle total, coisa que Zora ainda precisa entender. Ou melhor ainda, aceitar.

Claro que o facto de eu ter rido da situação foi o suficiente para despertar Zora, que logo se apressa a explicar-se melhor. Exatamente onde eu queria chegar. Já perdi combates contra Zora tal como ela já perdeu combates contra mim, mas com Bindi o assunto era diferente. Não era só uma questão de mau perder.

— Anda. - Interrompo, recebendo a expressão confusa de Zora enquanto resposta - Vá, pega na tua arma.

A garota parece abrir a boca para responder, ainda de cara franzida, mas acaba por fazer o que lhe peço. Dou alguns passos em marcha atrás até alcançar o stand que apoiava os tridentes, agarrando num deles e investindo-o quase no mesmo segundo contra Zora. Já habituada, a garota pula para trás, sem grandes dificuldades.

— Escuta, Zora. A 77ª terminou faz nem uma semana ainda. Tens quase um ano  para mostrares a Cutter, Arodon ou a quem for o quão és merecedora do primeiro lugar naquela tabela que deixas tanto controlar a tua vida. - A garota parecia se focar mais em tentar arranjar uma brecha para investir que propriamente nas minhas palavras, pelo que faço questão de a manter afastada com o tridente o tempo todo até seus olhos encontrarem os meus, após eu colocar as pontas da arma perigosamente perto do seu pescoço. Numa situação normal, Zora dificilmente se deixaria colocar numa situação tão vulnerável, o que só mais me mostrava como o combate contra Bindi a afetara. - Queres calar a boca de Bindi? Então vai lá e desafia-a para um segundo combate. Mas vai sabendo que pode tanto correr bem como pode correr mal. Mesmo que eu te considere melhor lutadora que ela, ela está ali por alguma razão e não é só pela graxa que dá a Arodon. Ou então... - Afasto ligeiramente a lâmina do pescoço dela, mas sem lhe dar muita manobra de escape - ...percebes que não podes ter controlo sobre tudo e aceitas a tua derrota. Porque se vais para a Arena com essa mentalidade, é só os Idealizadores te meterem algo que estejas menos à espera à frente e é o fim do jogo para ti. Entendido?  


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zora Greyport

avatar

Mensagens : 43
Data de inscrição : 16/03/2017
Idade : 18
Localização : Distrito 4
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Sab Maio 06, 2017 7:05 pm


ZORA GREYPORT
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

Engulo em seco com a sensação da lâmina fria do tridente de Sidon tão próxima do meu pescoço. Não havia sensação que eu detestasse mais que esta - a qual me faz sentir completamente encurralada, sem volta nenhuma a dar. E já é a segunda vez hoje que me permiti chegar nesta posição. Claro que sei que posso simplesmente me afastar da arma ou mesmo afastá-la com as minhas próprias mãos, mas isso apenas neste caso - porque sei que Sidon não enfiaria a lâmina na minha goela. Na Arena seria diferente, e é por aí que me baseio.

Mas conheço bem Sidon e sei que ele não me pediu para pegar minha arma porque queria treinar, mas sim porque quer captar minha atenção total. Ele sempre fazia isso. Acabo por ceder e relaxo meus músculos, levantando o olhar para ele, apesar de não fazer esforço algum para esconder a falta de paciência com que já estava.

Gostava de ter toda essa calma que Sidon tem perante tudo, sério que gostava. Mas para mim, as coisas não funcionam assim. É certo que tenho ainda quase e um ano inteiro até à Colheita, mas há quantos anos mais não estou eu a tentar ultrapassar Bindi? Um ano parece pouco comparado com isso.

 — Desculpa Sidon, mas dar uma tareia na Bindi parece-me uma opção muito mais divertida. - Brinco, já farta do sermão sobre controlo que ele teima em pregar-me sempre que tem oportunidade.
Num movimento rápido, deixo meu corpo cair assim que ele afasta ligeiramente o tridente, rolando para a frente por baixo do mesmo. Deixo minha arma pousada no chão e levanto os braços para colocar todo o meu peso no cabo do tridente por cima de mim, fazendo Sidon desequilibrar-se e dando-me possibilidade de elevar minhas pernas puxando meu corpo para cima através da arma para pontapear o rapaz com força, fazendo-o cair de vez.  

- E tu sabes bem que eu sempre arranjo forma de dar a volta à situação. - Pisco-lhe o olho, já segurando minha arma novamente de pé à frente dele. Terei todo o gosto em discutir o assunto novamente com ele lá fora, mas aqui dentro é para lutar.

Girls are not meant to fight dirty
Never look a day past thirty
Not gonna bend over and curtsey for you

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 47
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Dom Maio 07, 2017 12:04 pm


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬


Volto ao lado de Cutter até o salão de treinamento e vejo que o lugar já tinha um bocado de gente. Nenhum rosto me era muito familiar, com exceção ao de Margaery. Ela sorri para mim e vem em minha direção, mas não tarda muito até que eu atraia alguns outros olhares pelo salão.

- Não sei se você lembra do meu primo, Arodon... Slash, esse aqui é o treinador! - ele diz, sorrindo para mim e dando tapinhas nas costas do treinador, que não parece gostar muito de intimidades.

Arodon me cumprimenta e diz com uma voz grave que sou sempre bem vindo.

- Obrigado. – digo.

Me volto para Margaery e respiro fundo.

- Tenho que falar com minha mãe agora... Voltarei a treinar na academia. - Ela me olha com um olhar incrédulo, levando as mãos aos meus ombros.

- Você já tem ideia do quão difícil isso vai ser, não tem? - ela pergunta, preocupada.

- Sim, eu sei. Qual sua opinião sobre isso? - pergunto, encarando-a nos olhos.

A menina cora na minha frente, arrumando o cabelo para trás da orelha antes de me entregar um sorriso tímido.

- Só quero que você fique bem, se acha que vai ajudar, então estou com você.

Sorrio para Margaery e me volto para Cutter.

- Quando eu começo?



I'm trying understand myself
Who I'm and who they are
Why a promise means so much to me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cutter Airsmith

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 20
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Ter Maio 09, 2017 2:45 pm


Cutter Airsmith
▬▬▬▬▬❄️▬▬▬▬▬


Sorrio para meu primo, que mostrava agora o mesmo olhar de determinação que tinha durante o treinamento. Aparentemente, ele se mostrava confiar bastante em Margaery, o que era ótimo.

- Só preciso conversar com o treinador Arodon, mas venha amanhã, se sua mãe deixar. – Pisco para Slash, que me devolve um sorriso e aperta minha mão.

Vejo que meu primo para seus olhos em Zora por um longo tempo antes de abrir a porta da academia e então sair. Será que se lembrou dela também? Até onde me lembro o pai de Zora amava Slash e a forma como ele agia sendo carreirista.

Percebo então que deixei Bindi acabar vitoriosa do duelo entre as duas... Zora deve estar tão puta. Sorrio para ela, meio sem graça e então sigo até o treinador Arodon, para uma última proza antes do treinamento começar.

- Então seu primo quer voltar a treinar, hãm? - ele responde, cruzando os braços antes de me deixar falar qualquer palavra. - O moleque está magro demais, precisaremos dar suplementos a ele, coisa que tem alto custo, além de uma ótima alimentação.

Encaro o treinador por um tempo, chocado pela boa observação. Slash estava realmente magro e precisaria de muita ajuda.

- Sem problemas! Quanto a isto, deixe com nossa família... Isso quer dizer que ele pode voltar a treinar? – pergunto.

- Como quiser, contanto que pague como todo aluno. - Ele da de ombros e então observa meus olhos. - Sobre o que mais quer falar, Cutter?

Olho para Zora e então para Bindi, vendo uma diferença de personalidade absurda entre as duas. Não fazia sentido enviar Bindi para os Jogos tendo Zora aqui na academia. Seria um desperdício... Mas será que Bindi realmente não era melhor que Zora? Afinal, ela venceu a última luta bem diante dos meus olhos.

- Não, senhor. Podemos começar o treinamento quando quiser. – respondo.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sidon Loredan

avatar

Mensagens : 13
Data de inscrição : 06/04/2017
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Ter Maio 09, 2017 9:23 pm


SIDON ♆ LOREDAN

Não consigo evitar sorrir com a imagem de Zora olhando de cima para mim. Ali está ela, a Zora que eu conheço. A garota afasta o cabelo da cara e mantém a pose, atenta ao meu próximo movimento - apesar de que por segundos, eu me mantenha apenas a admirá-la. Não tentando procurar uma brecha para atacar, nada disso - apenas porque apesar de já a conhecer tão bem, de já esperar e prever tantas das suas atitudes, ainda me consigo deixar surpreender.

Dou um chute rápido no meu tridente com força suficiente para afastá-lo bastante de Zora, rolando na diagonal logo de seguida. Zora vira-se imediatamente na minha direção, mas consigo ganhar impulso suficiente para chegar num salto até à minha arma, colocando-me logo em posição de tridente exposto em direção à minha adversária. Fico de olho sobre Zora, mas meu olhar se levanta quase por instinto para a porta lá ao fundo atrás dela quando noto esta se abrir. Nunca me daria ao luxo de perder segundos preciosos numa luta por uma distração menor, mas não estava à espera de ver quem vejo saindo da mesma. Slash?

Baixo a guarda e foco melhor os meus olhos, para ter a certeza de que não o estava confundindo com alguém. Mas não, Cutter estava atrás dele. O que ele estava fazendo aqui?


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zora Greyport

avatar

Mensagens : 43
Data de inscrição : 16/03/2017
Idade : 18
Localização : Distrito 4
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Ter Maio 09, 2017 9:30 pm


ZORA GREYPORT
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

Quando vejo Sidon recuperando seu tridente após o ter derrubado é que sei que teria direito a um combate como deve ser, já que de vez em quando o rapaz tem a mania de dar fim aos combates logo após o primeiro derrubamento. Ofereço-lhe um sorriso no canto do lábio e não tiro os olhos dele por um segundo, esperando já que ele tomasse a iniciativa de investir contra mim a qualquer momento. Mas em vez disso, ele parece dar numa de Bindi e foca o olhar em outra coisa que não eu. Presumo que seja apenas uma tática para me distrair também, mas ele pisa a linha quando baixa a guarda sem sequer se dignar a olhar para mim. Mesmo assim, ainda desconfiada, não deixo de o manter sobre olho, até escutar uma voz familiar vinda do fundo da sala e perceber que afinal não se tratava de tática coisa nenhuma. Cutter e Slash haviam regressado da sua linda reunião de família. Oh porra! Estava tão chateada com o assunto da Bindi que me esqueci completamente de contar a Sidon sobre a aparição de Slash. Levanto o olhar para o meu amigo novamente, sem lhe dizer nada, esperando decifrar algo na sua expressão - mas como sempre, a mesma se mantinha intocável.

Baixo então a guarda e sigo em passos lentos até Sidon, agora de olhos fixos novamente em Cutter e Slash.

-  Esqueci-me completamente de te dizer, mas ali o gato pingado decidiu aparecer depois deste tempo todo. - tento desculpar-me, meio sem graça - Não sei é quais são as intenções dele…

Sidon faz-me sinal para fazer silêncio, ignorando o que lhe acabara de dizer. Meio contrariada acabo por obedecer, mesmo a tempo de conseguir escutar Slash indicando para Cutter que regressaria para a academia, depois de ter desaparecido por mais de dois anos. Mas ele está louco!? É que nem pensar! Levanto o olhar imediato para Sidon, indignada com a possibilidade de Slash voltar a ultrapassá-lo e ser com ele com quem terei que me apresentar a Panem no próximo ano em vez de Sidon. É que estava completamente fora de questão, não ia acontecer não.

Sidon me pede para que me mantenha em silêncio até a conversa entre os dois terminar, já perto da porta da saída da Academia. Vejo como o garoto me encara e cruzo os braços sobre o peito, tentando-me manter indiferente à sua presença para não lhe mostrar que estivemos escutando a conversa. Reparando que o outro estava olhando para mim, Cutter decide olhar na nossa direção também, ainda tendo a lata de me oferecer um sorrisinho. Aí eu já não consigo ficar indiferente, oferecendo-lhe o sorriso mais falso e irónico que a situação mo permite.

- É que nem penses que deixas aquele gajo te ultrapassar na tabela. - Digo isto apenas para Sidon, baixinho.

Ao contrário do que esperava, o rapaz olha para mim com um sorriso despreocupado, como se a situação não o afetasse nem um pouco. A cena é que Sidon não fingia - se ele se mostra assim é porque se sente assim e ponto.

- Não te preocupes com isso, Zora. É que nem sem dormir ele recuperaria em menos de um ano o que não treinou em dois. - Ele responde no mesmo tom baixo, voltando a colocar seu tridente em posição - Bem, continuemos?

Ainda com o seu sorriso, o garoto me fita como se não tivesse acontecido absolutamente nada. Mas ele tinha razão - não sei que raio se passa na cabeça de Slash, mas regressar à Academia depois de tanto tempo e faltando tão pouco para os Jogos parece-me uma loucura autêntica. Mas ele lá sabe o que faz. Meu paizinho vai amar saber que o seu pupilo preferido voltou, talvez até lhe dê na telha e decida voltar a ser treinador também só para estar junto do filho que nunca teve.

Girls are not meant to fight dirty
Never look a day past thirty
Not gonna bend over and curtsey for you

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 47
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Sex Maio 12, 2017 4:06 pm


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬


- Sem chance. – Diz Glamore, a mulher que diz ser minha mãe.

Levo uma das mãos no rosto magro, indignado.

- Glamore... – digo, chamando-a pelo nome.  - Não é com a intenção de voltar e tentar ir aos Jogos, é só pra fortalecer os músculos novamente – Menti. E eu era um péssimo mentiroso.

- Boa tentativa. Meu filho, mesmo voltando do coma, você ainda fecha o punho quando mente. – Ela observa, e antes que eu intervenha, emenda. – Tudo o que você precisa agora é descansar.

Vejo meu pai se aproximando de mim e me dando um abraço. Só o tinha visto no hospital, quando quase me quebrou ao meio de tanto que me apertou durante o abraço.

- Calma, Glamore.  – ele pede e minha mãe fecha o rosto em uma expressão irritadiça. – Slash, filho, eu super apoio você voltar para a academia de carreiristas, mas temos um problema...  

Vejo a serenidade em seu olhar, o que me deixa preocupado e faz pousar minha mão em seu ombro.

- O que houve?

- Não temos como pagar para você e Sharpen juntos. E sabemos que você já não pode mais ser carreirista do ano, visto que é seu último e está fora de forma. Apostaremos em Sharpen por agora, está bem?

Apesar de não me lembrar direito da personalidade de todos, sabia que o que ele estava dizendo era puro e sincero, e o pior era que aquilo me atingiu de uma maneira que não estava preparado.

Na minha cabeça, sou levado diretamente ao dia em que abrimos nosso estabelecimento. Consigo ver meu pai e minha mãe sorrindo um para o outro. Sharpen e eu voltando da academia carreirista, apostando uma corrida, sorrindo e brincando. Margaery com vovô Loras conversando sobre a estrutura do lugar. Tudo parecia tão feliz, tão vivo, tão surreal...

Ajoelho no chão e me apoio sobre uma das pernas, olhando meus pais de baixo para cima, me esforçando para levantar. Chooper se aproxima de mim, mas evito sua ajuda e levanto sozinho. Respiro fundo e pego uma das fotos da estante, minha e de Cutter, ambos sem camiseta de frente para o mar. Eu não tinha um porte como o dele, mas também era muito forte. Pego pela base da camiseta e a tiro.

- Essa pessoa da foto é a que vocês conhecem. E esse sou eu agora, quebrado, com pelo menos 15 quilos a menos que antes, totalmente destruído, por dentro e por fora. – sinto meus olhos se enchendo d’água, mas engulo o soluço para poder terminar o que precisava ser dito. - Eu trabalho, se esse for o problema. Mas mais do que nunca preciso do suporte de vocês para ajudar a montar esse quebra-cabeça novamente.

Margaery vem até mim e me abraça, passando a mão no meu cabelo, chorando. Seguro seu corpo com meu corpo magro e deixo uma lágrima cair pelo lado esquerdo do rosto. Olho para meus pais e vejo ambos também chorando em nossa direção. Meu pai olha nos meus olhos e sorri.

- Os Airsmith sempre estão juntos, meu filho. Sempre.



Última edição por Slash Airsmith em Qui Maio 25, 2017 12:48 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zora Greyport

avatar

Mensagens : 43
Data de inscrição : 16/03/2017
Idade : 18
Localização : Distrito 4
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Dom Maio 14, 2017 5:02 pm


ZORA GREYPORT
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

É quase preciso Sidon, Fenrir e Levi me arrastarem para fora da academia para me impedirem de ficar treinando fora de hora, já após o fecho da mesma como costumo fazer num dia normal. O sol ainda estava se pondo, provocando uma atmosfera agradável junto à beira mar. Depois de um salto rápido a casa, o plano é encontrar-me com os rapazes a seguir ao jantar. Mas entre Sidon e eu, já sabemos que o combinado para nós dois é nos encontrarmos uma hora e meia antes do suposto para discutirmos assuntos importantes. E após os acontecimentos de hoje, a gente tinha muito para conversar.

Sento-me numa das cadeiras velhas da amostra de barco ancorado na costa a que Villence chama de restaurante/casa/mistura dos dois, aguardando Sidon. Villence era praticamente meu vizinho, e Sidon também não vive muito longe daqui - o que torna este sítio a norma nas raras vezes que nos damos ao luxo de comer fora de casa. A cena de Villence é que quando não tens dinheiro para pagar a refeição, ele está sempre disposto a trocar um objeto ou outra coisa qualquer que lhe chame à atenção pelo prato - e o rapaz é um acumulador como nunca se viu.

- Tava a ver que nunca mais - Levanto-me da cadeira para cumprimentar o meu amigo, que aponta para o relógio velho pendurado no barco e retruca:

- Oito em ponto. Estás a reclamar de quê? Estou a ver que a tua mania de chegar sempre mais cedo que o suposto não se aplica só à academia. - Ele ri, sentando-se ao meu lado - Então, o que é que trouxeste para o Ville desta vez?

Volto a sentar-me e afasto o cabelo da cara, fitando Sidon cara de deboche. Quando és criado por alguém tão rígido como meu pai, tudo tem um horário, até as tarefas mais simples. E eu tive que me habituar a cumpri-los. Remexo nos meus bolsos à procura de algo e assim que encontro o que pretendo exibo-a em cima da mesa, para Sidon apreciar.

- Uma concha que encontrei ali á frente, no caminho para cá. Achas que ele aceita?

- É o Ville, claro que aceita. Eu cá trouxe-lhe outro pin velho do meu pai, só espero que ele não perceba que é igual ao que lhe dei na semana passada. - ele brinca também, fazendo o pequeno objeto saltar na sua mão.

- Verifica só se o pin não tem um pássaro, ou o pobre rapaz ainda fica tolo a achar que é o novo Mockingjay e comete uma loucura qualquer. - respondo-lhe, rindo.

A gente brinca, mas a verdade é que Villence aceita qualquer bugiganga que lhe apareça à frente, principalmente quando vem de nós. A família de Sidon fornece algum peixe para o negócio de Villence e eu conheço-o não só por viver quase ao lado dele como também através de Abel, pelo que ele já mal olha para o que temos para lhe oferecer.

Villence chega e fica logo todo contente com as nossas oferendas, principalmente com a de Sidon por ser algo brilhante. Podia se tratar da imitação mais rasca de sempre de algum metal que ele já faz uma festa enorme por brilhar, provavelmente achando que lhe saiu a sorte grande. Depois de conversarmos um pouco com ele e de ele nos servir a ambos, só espero que o rapaz se afaste de nós para ir direta ao ponto com Sidon. Eu sou assim, não gosto de perder tempo.

- Então, sobre Slash… tens mesmo a certeza de que não tens com que te preocupar? - provoco, com o olhar semicerrado - Afinal, tu lembras-te como o meu pai idolatrava ele…

- Credo moça, se alguém está preocupada aqui és tu. Já te disse, sem querer parecer egocêntrico, que ele já perdeu o fio à meada. Não tem como ele alcançar nem Fenrir nem eu, acho que nem o TOP5 da tabela. Tu viste bem o estado dele? Parecia não ter comido uma refeição decente há semanas. Se queres que eu te diga, até estou um pouco preocupado com ele. - Ele comenta, enfiando uma garfada de comida na boca.

- É, ele realmente parecia estranho… Que raio deve ter acontecido? Bem, não interessa. Mas tu que nem penses em desleixar-te agora no último ano, não confio em mais ninguém para além de ti para me acompanhar nos Jogos Vorazes.

A expressão de Sidon parece mudar por uma milésima de segundo, até se camuflar novamente para a sua expressão indecifrável. Fico encarando ele tentando perceber alguma coisa, até descartar o assunto como menos importante. O que eu disse era a pura verdade, Sidon é a única pessoa dentro da academia a que confio ao máximo do que me permito confiar em alguém, apesar de me dar igualmente bem com Fenrir acho que ele não tá com a cabeça propriamente focada nos Jogos. Mas Sidon é alguém a quem chamaria de aliado com todos meus dentes, e que sei que se acabarmos juntos na final trataremos do assunto com um combate justo e honrado. Seria provavelmente das coisas que mais me custaria na vida, mas se tiver de morrer pelas mãos de alguém, que sejam pelas dele.

-Não te preocupes comigo e concentra-te em dares o teu melhor para ultrapassares a Bindi, se queres mesmo vir comigo. - Ele responde em tom de brincadeira, desviando ligeiramente o assunto sabe-se lá porquê. Ele sabe que falar sobre Bindi sempre me irrita, mas eventualmente iríamos ter que discutir o que aconteceu hoje com ela mesmo, já que deixei o assunto pendente na academia.

- Sabes qual é a razão para ela estar no lugar onde está na tabela, Sidon!? - Ele me olha, confuso - O que tinhas dito hoje de manhã. Para além da graxa que dá a Arodon. - esclareço - É que mesmo depois da porra de dois anos sem lá meter os pés, o meu querido pai continua tendo uma influência tremenda naquele lugar dos infernos graças ao seu amiguinho Arodon. - Reclamo, talvez num tom bem mais alto que o pretendido pela expressão na cara de Sidon, agora bem clara - O meu pai não quer que eu vá para os Jogos, ponto. Se não me consegue impedir de treinar, vai arranjar outra forma qualquer para me dificultar o caminho, e a que ele arranjou foi pedir ao seu bestie que mantivesse meu nome fora do primeiro lugar, tal como ele próprio fez durante todos os anos que lá trabalhou. Mas eles que se fodam, porque eu vou voluntariar-me na mesma.  

Viro o copo d'água e desvio o olhar para o mar, em direção ao barco que chamo de casa. Só volto a olhar para Sidon quando sua voz interrompe quase mais alta que a minha, me pegando de surpresa.

- Mas tu estás louca, Zora!? Não te lembras do escândalo que foi no ano passado por termos uma voluntária que não a escolhida? É que ne-

Interrompo-o logo ali.

- Foi um escândalo porque a garota tinha abandonado o treinamento há anos, SIdon. Não estava preparada. Já não era nem considerada Carreirista pelas academias. Comigo vai ser diferente, principalmente quando todos perceberem que sou muito melhor aposta que Bindi. Só lhes estou fazendo um favor para não passarem vergonha. - Digo a última frase em tom de brincadeira, mas sem sair do sério. Não conheci muito bem Cafira mas lembro-me do drama que Gloria fez quando percebeu que não representaria seu Distrito na 77ª. Não esperava outra coisa de uma amiga de Bindi, aliás, já estou à espera que ela faça a mesma coisa na próxima Colheita. A diferença é que eu não roubarei lugar algum, apenas tomarei o que é meu. Para todos na academia, apesar de ninguém gostar de ver outro indo para os Jogos em vez dele depois de todo o dinheiro e tempo investido, é motivo de honra respeitar as escolhas da academia e apoiar o Distrito da mesma forma. Isso é levado muito a sério, principalmente para Sidon. Já eu estou pouco me fodendo, até tendo em conta que grande parte dos nossos voluntários nem vêm de academias e que nunca sabemos o que realmente nos esperará na próxima colheita. Só sei é que eu não perderei minha última chance.

- Não. Nem pensar. Zora, tu tens que me prometer que não vais fazer isso. Tu sabes as regras, sabes o que tem a ser feito. De que te vale a fama e glória se vais desonrar o teu Distrito inteiro antes? Se continuarmos a ter voluntários fora dos pretendidos, só vamos alimentar mais a ideia de que qualquer um se pode voluntariar. Tu sabes bem como isso é perigoso e como isso já é um problema cá no Quatro. Ainda por cima agora com a vitória de Dante Archer…

Por segundos, mantenho meu olhar incrédulo posto em cima de Sidon, até me obrigar a desviar o olhar sem saber o que pensar. Eu não queria acreditar que ele tinha dito aquilo sobre fama e glória, conhecendo-me como ele me conhece. Não é isso que eu pretendo, e sei que não é isso que ele pretende tampouco, pelo que não sei mesmo no que lhe deu para dizer tal coisa, mas enfim.

- Mas não é isso, Sidon. Eu não vou para os Jogos porque acho um piadão matar criancinhas ou por querer fama e glória. Eu não desejo nada disso e tu sabes. - Solto um longo suspiro, antes de ganhar coragem para encarar meu amigo de novo nos olhos - Mas quando passas a vida toda a ouvir que não és boa o suficiente, principalmente vindo da boca dos teus próprios pais, é inevitável não acabares por acreditar nisso tu próprio. Eu só estou fazendo os possíveis para conseguir evitar isso. Porque o dia em que eu me permitir admitir para mim própria que não sou o suficiente, o dia em que eu desistir do que me prometi, é o dia em que vou aceitar tudo o que me rotularam até hoje por ser quem e o que sou. E se esse dia alguma vez chegar, saberás que a Zora como a conheces estará morta. Porque eu não sei o que faria depois disso. E se tenho que me voluntariar por cima do nome de quem seja para impedir isso, podem até colocar-me no último lugar da tabela que eu vou fazê-lo de igual forma.

Girls are not meant to fight dirty
Never look a day past thirty
Not gonna bend over and curtsey for you

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 47
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Qui Maio 25, 2017 1:03 pm


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬


De volta ao meu quarto, logo depois do banho, percebo o quão aquele lugar era confortante e estranho ao mesmo tempo. Não consigo me lembrar dos dias que estive aqui, muito menos como eu tinha colocado os móveis dessa forma. Uma prancha presa à parede, toma parte de um dos quatro lados. No outro meu guarda roupa, simples, mas enorme. Uma cama de viúvo, acredito que o Slash de antigamente gostava de espaço, coisa que não sei nem o significado agora. E então uma prateleira com várias fotos na lateral da cama, que se estendia com essa. Pego uma das fotos, Margaery e eu, abraçados na beira do mar. Só de olhar para a foto sinto lágrimas brotando nos meus olhos. Aquele Slash estava em paz, podia ver no seu sorriso.

Deixo a toalha cair e me olho no espelho do guarda roupas. Estava magro. Não tinha quaisquer resquícios de gordura, apenas os músculos necessários para me fazer correr e praticar o básico. Eu sabia que, se quisesse treinar novamente na academia, teria que engordar, voltar a ficar exposto ao Sol e ainda treinar dobrado, treinar muito.

Deito na cama e fico olhando para o teto, pensando na melhor forma de fazer com que isso aconteça, mas não me parecia justo querer voltar a ser o que já fui um dia. Até porquê, parece que todos botavam expectativas demais naquele Slash e eu havia decepcionado todos eles. E é exatamente por isso que eu não poderia ser aquele Slash. Prefiro surpreendê-los do que decepcioná-los. Cerro os punhos e fico encarando ambos por um tempo. Pego uma das fotos em que estou sozinho na academia segurando um dos tridentes e me encaro por um instante.

- Não sei como será a partir de hoje, mas vou me dedicar tanto a isso, que vou te superar, Slash. Não vou deixar mais ninguém desapontado por nossa causa.

Coloco o retrato de volta e me viro para o espelho com um olhar determinado. Estava na hora de surpreender a mim mesmo.



I'm trying understand myself
Who I'm and who they are
Why a promise means so much to me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zora Greyport

avatar

Mensagens : 43
Data de inscrição : 16/03/2017
Idade : 18
Localização : Distrito 4
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Qui Maio 25, 2017 1:42 pm


ZORA GREYPORT
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

Faço sinal para que Ville me traga outro copo de água e mantenho meu olhar fixo no horizonte do oceano, ainda recuperando o fôlego de tudo o que acabara de desabafar. Raramente me dava para fazer isso, mas sobre certas situações eu não consigo mesmo ficar calada. Principalmente quando Sidon sabe perfeitamente o que se passa em minha casa e na academia e mesmo assim coloca essa conversa chata sobre honra e missão da academia por cima das minhas motivações. Ele conhece-me melhor que ninguém, não sei qual foi o espanto de eu lhe ter admitido que me voluntariarei independentemente do que fosse - na verdade, nem me tinha apercebido que era a primeira vez que realmente o tinha dito em voz alta. Pensei já ter deixado minhas intenções bem claras para todo o mundo.

- Desculpa Zora, eu não concordo nada com isso. - Ele volta a matutar, aproximando sua cadeira de mim e segurando na minha mão para me tentar fazer olhar para ele - Escuta, eu acredito muito nas tuas capacidades. Sei como lutas, como te esforças tanto e tenho a certeza absoluta que vais acabar por ultrapassar Bindi. Não há necessidade nenhuma disto! Por favor, me promete que só te voluntariarás caso isso aconteça.

Outra vez com a mesma conversa. Ele havia conseguido me fazer olhar novamente para ele, mas foi uma questão de segundos até eu revirar os olhos novamente. Eu não sei o que se passa na cabeça desse garoto, Sidon é das pessoas mais inteligentes que conheço mas às vezes parece que não. Ele é tão dedicado nessa questão de honra que parece se recusar a acreditar que o sistema na Academia é tudo menos honroso e justo, apesar de eu já lhe ter dado provas mais que suficientes para lhe provar o contrário. Às vezes chega a irritar, é como se só eu me apercebesse na merda que se passa ali dentro.

- Se tens tanto a certeza disso então não tens nada com que te preocupar. - Ofereço-lhe um sorrisinho sonso, ignorando completamente a parte da promessa, esperando que isso fosse por o fim à conversa. Já estou mais que farta desse assunto, eu queria ter uma discussão com pés e cabeça com Sidon como sempre temos mas parece que hoje não era dia para isso.

Felizmente, Sidon percebe logo que já não estou virada para esse assunto e deixa-me acabar de beber o copo de água sem mais interrupções, virando ele também o seu olhar para o mar, agora iluminado apenas pela lua. Já passavam alguns minutos das dez, em breve aqueles dois idiotas devem aparecer por aqui.

- VILLENCEEEEE!!! Anda cá, meu velho amigo! - A voz familiar de Fenrir ecoa por todo o barco em alto e bom som como já é típico dele, chamando não só a minha atenção e a de Sidon para ele como também de todos os outros a bordo - Hoje tenho uma oferta especial para ti em troca de um jantarinho - um abraço! Estás mesmo com cara de quem precisa de um. - Sem deixar o rapaz responder sequer, Fenrir abraça-o com tanta força que quase dá para ver a vida tentando sair de Ville - Estou a brincar pá, viemos só ter com aqueles dois pontos laranja ali ao fundo que aposto que te deram novamente conchas em troca de comida. Meu rapaz, tu não podes continuar a permitir estas coisas!  

Apontando para mim e Sidon, Fenrir larga finalmente Villence e aproxima-se de nós juntamente com Levi, que caminhava ligeiramente afastado dele provavelmente para não passar vergonha. Fazendo o maior barulho possível, ele arrasta uma das cadeiras para se juntar a nós.

- Então, putas ruivas? Outra vez a combinar jantares sem avisar nada? - Ele reclama, ainda vendo os nossos pratos em cima da mesa - Cambada de falsos... A gente não pode continuar a admitir isto, Levi…

- Desculpa Fenrir, só pessoal com cabelo fabuloso tem direito a jantar aqui. Mas não te preocupes que com esse penteado deves conseguir um lugar no banquete do Edifício da Justiça quando o mais novo Vitorioso vier cá no inverno. - Pisco-lhe o olho, provocando-o.

- Não me importava nada, só de pensar na comida que vai haver lá… Caralho Sidon, se continuares à minha frente e fores para os Jogos é bom que ganhes aquela merda para eu poder enfardar à grande o resto da vida. Podes já dispensar um quartinho para mim porque acho que os meus pais me expulsam de casa se não for eu o escolhido. - O rapaz encolhe os ombros, engolindo de uma vez o pedaço de pão que fora roubar ao meu prato. Uma parte de mim espera que ele fosse dizer o mesmo sobre a minha possível vitória, mas não sei se queria entrar nessa conversa novamente depois da discussão com Sidon. Mesmo assim, o facto de ele ignorar completamente essa possibilidade não deixa de me deixar um pouco chateada. Sério que este também ainda não percebeu que eu vou mesmo me voluntariar!?

- Podes deixar Fenrir, eu até contrato um mordomo para te levar o pequeno almoço à cama. - Sidon responde, num tom tão natural que quem não o conhece pensa que está a falar a sério - Mas por falar nisso, Zora, achas que o Sr. Lochron vai estar presente?

Só de pensar nisso reviro logo os olhos. Muitas vezes o meu pai fora convocado para os banquetes na casa do prefeito, mas agora que ele se retirou da academia duvido muito. Só se o prefeito o convidar por ser amigo dele, mas dúvido que isso conte como critério de escolha, já que normalmente só há lugar nesses eventos para pessoas bastante importantes ou relevantes no distrito. Nem sei se irá Arodon no lugar dele, que ainda é pouco conhecido.

- Provavelmente não, mas quero lá saber. - Acabo por responder, tirando meu cabelo da cara - O coitado não quer admitir, mas agora é um zé ninguém. Perdeu qualquer importância que tinha no momento em que se retirou da academia, mas ainda bem que eu já não podia ver a cara dele ali dentro. - Continuo, colocando agora meus cotovelos em cima da mesa para apoiar minha cara com as mãos e deixar bem visível o meu aborrecimento com a conversa. Seria tão legal poder falar de alguma coisa onde o nome do meu pai não fosse para lá chamado.

- Vamos mesmo discutir novamente sobre quem tem os piores pais? - desta vez é Levi que interrompe, que ainda não se tinha sentado - É que o meu atirou-me para o mar quando eu nasci, literalmente. Apenas constatando.

A gente ri porque Levi sempre diz isso, mas é verdade. Ele é filho bastardo de um capitão de navio e sua mãe era uma das tripulantes que trabalhava para ele na altura, apesar do senhor ser casado com outra pessoa. Ninguém sabia que a mulher estava grávida e quando ele nasceu foi logo atirado ao mar pelo pai numa tentativa de esconder o que tinha acontecido. Para sorte de Levi, sua mãe é uma excelente nadadora e ele acabou por sobreviver…

- Se queres que eu te diga, prefiro dar uma de Bindi e discutir com vocês os piores penteados da Academia Carreirista como ela e as amigas fazem do que ter essa conversa novamente. - Levanto-me da mesa, ainda com os braços apoiados nesta - Bem, vamos andando?

- Sabes que nessa tabela já ficas com o primeiro lugar, né Zorinha. - Fenrir ri, aproximando sua mão para me despentear ainda mais. Dou a volta à mesa no mesmo segundo e quase me atiro para cima dele, fingindo ir-lhe dar um murro na cara, apesar do sorriso na minha cara me denunciar bastante quanto às minhas intenções - Tou a brincar! Calma!!

Paro o meu braço no último segundo e utilizo-o para empurrá-lo para a frente, em direção ao cais.

- Falas muito mas também não me lembro da última vez que vi o teu nome à frente do do Sidon, queridinho. - Provoco, com outro empurrão, deixando-o a poucos milímetros de cair dentro de água - Mas se fosse uma competição para ver quem mais tem medo de água… aí seria outra história. - Rio, dando alguns passos para trás para lhe dar algum espaço.

- Ô caralho, não tenho medo. Só não sei nadar muito bem… - Ele esfrega o cabelo, após dar um pulo enorme para se afastar da borda do barco.

- Deves ser a única pessoa neste Distrito miserável que não sabe nadar. Vê-se mesmo que vieste do Dois... - volto a rir, descendo do barco de Villence junto a Sidon e Leviathan, me divertindo ao ver Fenrir correr para nos acompanhar.  

Girls are not meant to fight dirty
Never look a day past thirty
Not gonna bend over and curtsey for you



Última edição por Zora Greyport em Qui Jun 08, 2017 2:36 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 47
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Qui Maio 25, 2017 3:41 pm


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬


Sigo até o quarto de Sharpen para lhe pedir um saco de bater, mas parece que não há ninguém ali dentro. Desde que retornei ainda não tinha visto meu irmão mais novo, mas também não tinha feito muita questão, não queria fazer com que mais alguém tentasse me controlar com o que quer que seja.

Abro a porta e entro no quarto. Vejo várias coisas jogadas ao chão, como roupas, meias e até mesmo cuecas. Não consigo me lembrar como era antes, mas sem dúvidas o rapaz estava meio relaxado com o quarto.

Vejo seu saco de bater preso à parede. Não sabia como tinha parado ali, mas sabia que o saco era meu, até porque o Sharpen que me lembro não gostava muito de lutas diretas.

- Toc Toc! - Ele diz e quase pulo pela janela com o susto. Sharpen começa a gargalhar. - Irmaozão! Cara, deixa eu te abraçar.

Ele corre em minha direção e começa a me apertar. Aparentemente ele estava com mais massa muscular do que eu, mesmo sendo magro.

- Desculpe ter entrado sem pedir, vim buscar o saco de pancadas. Tô precisando praticar e queria começar hoje.  

Ele me analisa a cabeça aos pés e então sorri.

- Irmaozão! Certo, magrelão, mas antes, preciso te mostrar uma coisa!



I'm trying understand myself
Who I'm and who they are
Why a promise means so much to me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 47
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Dom Maio 28, 2017 12:39 am


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬



- Então? - pergunto, já com os pés chutando a areia da praia.

- Achei que se te trouxesse aqui, você se lembraria...

- Do que eu deveria me lembrar, necessariamente?

Sharpen pega um punhado de areia na mão e solta, como uma ampulheta. Ele então volta seu olhar para mim e sorri.

- Era aqui que combinávamos de treinar à noite. Ajudava a tirar a tensão da academia e ensinávamos um ao outro o que cada um aprendia, para ficarmos ainda mais fortes.

Infelizmente aquela lembrança não me veio à cabeça naquele momento.

- Desculpe, Sharpen. Não me lembro... Não consigo saber nem ao menos qual o propósito do povo lá de casa, todos estão querendo me proteger demais, em especial nossa mãe.

Sharpen começa a rir e então se afasta, abanando as mãos.

- Óbvio, cara. Você passa quase dois anos em coma, volta dos mortos e então quer pagar de Indiana Jones pra cima de todo mundo? Já sabemos que você não é anti-bombas, Slash. Eles gastaram quase toda economia do vovô em hospital para você.

Estava aí algo que eu não sabia. Então meu avô guardava dinheiro? Que tipo de pessoa será que ele era? Acabo ficando em silêncio por um tempo e então consigo tomar coragem para falar à ele o que eu queria.

- Sinto muito por isso. Posso te pedir um favor? - Sharpen faz que sim, lentamente, me analisando. - Poderia me treinar durante as noites? Sei que é algo delicado, e se você não pu...

- Combinado! - ele responde, me interrompendo. - Queria chegar nesse ponto mesmo. Acho que só tem a agregar. - Sharpen me olha por um tempo e então sorri, me desafiando nas suas poses estranhos - Achei que nunca pediria por isso, venha, começaremos hoje. - ele diz, snimado.



I'm trying understand myself
Who I'm and who they are
Why a promise means so much to me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zora Greyport

avatar

Mensagens : 43
Data de inscrição : 16/03/2017
Idade : 18
Localização : Distrito 4
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Sex Jun 02, 2017 8:36 pm


ZORA GREYPORT
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

Ninguém diz nada sobre por qual caminho seguir ou mesmo para onde vamos, com nós quatro é sempre assim. O ponto de partida é no Villence’s e desde lá seguimos pelo cais dos barcos até à praia, e pela praia continuamos nos afastando mais e mais do fluxo de pessoas que habitam a zona até chegarmos à clareira formada pelos rochedos à beira mar. A caminhada ainda era um pouco comprida, mas valia sempre a pena pelo facto de quase ninguém vir para aqui e muito menos a esta hora. Se queremos estar sossegados, é sempre para aqui que vamos.

A lua já se encaixava perfeitamente no centro da clareira formada pelos rochedos, tornando-se na única forma de iluminação presente - já que os próprios rochedos tapavam qualquer fonte de luz que viesse das casas e dos barcos já lá no fundo. Atrás de nós, as rochas abrem-se em grutas cujo fim ainda não conhecemos - ainda. De vez em quando aventuramo-nos lá dentro, mas a escuridão rapidamente toma totalmente conta do lugar e torna impossível avançarmos mais. Já ando há séculos a dizer para roubarmos uma lanterna da academia, agora que o louco do meu pai que contava o material todo antes de ir para casa já não está lá - a ver se não me esqueço agora nesta semana. Arodon podia ser um idiota, mas ainda me trata como se o meu pai ainda lá estivesse e deixa-me fazer o que bem entender, já sabendo que num dia normal eu fico sempre mais uma ou outra hora extra lá a treinar, da mesma forma que também chego mais cedo que ele - pelo que nem há hipótese dele reparar.

Durante um bom tempo, ficamos apenas sentados no centro da clareira conversando sobre tudo o que nos vem à cabeça e sem a mínima chatisse - isso até Sidon se lembrar de mandar a boca de eu me ir voluntariar mesmo sem ser a escolhida pela academia quando a situação lho permite, anunciando-o para Fenrir e Levi como se fosse a pior coisa do mundo. Levanto-me imediatamente, bufando de mãos na cintura, já de olhos postos no rapaz com uma visível expressão de desaprovação. Eu não estou chateada por querer esconder isto de Fenrir e Levi ou coisa do género, nada disso, até porque eu já esperava que eles deduzissem por si próprios - o que me está irritando profundamente é o facto de Sidon não ter ainda conseguido largar o raio do assunto, como se eu o tivesse traído da mais horrível forma. O que eu mais gosto em Sidon e o que me faz podê-lo chamar de melhor amigo é o facto de ele me respeitar pelo que sou e do nosso apoio mútuo em qualquer situação, mesmo que divergentes, e hoje ele me estava desiludindo e muito. Pelos vistos não me tinha apercebido de que como essa questão de honra era assim tãão grande n’ele, se chega ao ponto de se ter incomodado tanto com o meu voluntariado principalmente sabendo o quão importante tudo isto é para mim. Não esperava nada disso dele…

Felizmente, Fenrir e Levi não fazem grande alarido sobre o assunto. Tal como esperava deles todos, e tou incluindo Sidon nesse grupo, já era uma coisa que devia ser óbvia. Principalmente para Sidon, mas pronto…

- Vês, Sidon? Não é surpresa para ninguém. - Respiro fundo e volto-me a sentar, desta vez à frente dos três, de costas para o mar. Apoio meu queixo nas minhas mãos unidas e os encaro, com o meu olhar saltitando por entre os três - Não quero parecer convencida, mas se vocês acham que Bindi realmente é melhor lutadora que eu para estar onde está então mais vale subir àquele penhasco e mandar-me já.  

Viro o olhar em direção ao topo dos rochedos, cuspindo as palavras com ironia. Fenrir e Levi riem-se, mas Sidon mantinha sua expressão indecifrável, apesar de estar com o olhar inquieto de mim para o mar e vice versa - algo nada típico dele. Parecia que ele hesitava para dizer alguma coisa, mas é Fenrir quem acaba por quebrar a tensão que se instala.

- Mas oh prima, se isso tudo é realmente obra de Arodon e do teu pai não é mais fácil ires denunciar o raio do homem ao prefeito e expulsar o gajo da Academia? É que olha, eu também estaria bem mais feliz da vida sem ele lá… - O rapaz encolhe os ombros, ao mesmo tempo que faz uma concha saltar no seu dedo e falha redondamente em voltar a apanhá-la.

Não sei se rio da tentativa falhada dele em apanhar a concha, ou em tentar ajudar-me. Ia ser bonito se fosse tão simples assim.

  - Achas mesmo que ele quer saber? Meu pai é amigo do prefeito, e Arodon é o melhor amigo do meu pai. E mesmo se não fosse, o que é que ele podia fazer? Treinar para os Jogos é supostamente ilegal, não te esqueças disso. A Capital só deixa passar a existência de academias porque eles até nos acham piada, se não fosse ias ver até o Sete e o Dez com os seus próprios centros de treino. Mas legalmente, eles não podem fazer nada… tem que ser como se para eles isto não existisse. Só quem está na Academia tem poder sobre ela e sobre as decisões que lhe cabem. Ou seja, Arodon. - Encolho também os ombros, como se isso fosse novidade para alguém - Ah, e Cutter um pouco, se Arodon não fosse tão cabeça dura e realmente escutasse as sugestões dele. AH! E claro, o meu paizinho, já que Arodon é tipo o cãozinho dele. TÁS A VER, SIDON! - Levanto o tom de voz para ele, que parecia não estar tomando grande atenção à conversa - Toda essa honra que o nosso Distrito segue religiosamente está nas mãos de um que já nem treinador é considerado, outro revoltadinho da vida porque não foi o escolhido no ano dele e não teve bolas para se voluntariar mesmo assim, e de um rapaz qualquer que nem bem treinador é ainda.

Sidon nem se digna a olhar para mim, o que só me deixa mais irritada. É que para além da conversa que tivemos a sós, ainda me fez acreditar durante umas boas horas que tinha deixado o assunto para trás e que estava tudo bem, para agora fazer esta figura novamente. E eu não tou com paciência nenhuma para isto. Nem Levi nem Fenrir comentam, provavelmente intimidados pela subida súbita do meu tom de voz, pelo que simplesmente deixo meu corpo cair de costas na areia ainda quente e mantenho meu olhar fixo na lua, numa tentativa escusada de me focar noutra coisa para me acalmar - mas meu corpo tá tão tenso que preciso me obrigar a piscar os olhos para hidratá-los.

- Eu só não entendo como alguém como tu, tão convicta e dedicada com os teus objetivos, te sujeitas a desistir dessa forma. É que a partir do momento em que admites que te voluntariarás independentemente dos resultados finais da tabela, estás a desistir de tudo pelo que tens lutado até agora. -  A voz de Sidon finalmente soa, apesar de que distante e baixa.

Apoio meu peso nos cotovelos para levantar a cabeça e olhar para ele, mas o seu olhar continuava preso no horizonte. Apesar de saber onde ele quer chegar com essa conversa, irrita-me saber que ele ainda teima em não perceber como isto para mim não era assim tão simples. Não, o problema é que ele sabe perfeitamentamente e age como se pudesse ser doutra forma.  

- Tu devias era agradecer-me por impedir que seja Bindi quem vá contigo para os Jogos. - Murmuro, sem paciência para discussões e muito menos para continuar com este assunto - Tenho que voltar para a Toca da Raposa. Já se faz tarde e amanhã o treino começa cedo.

Levanto-me num salto e com o impulso formo uma nuvem de areia para cima deles, obrigando-os a levantarem-se quase no mesmo segundo também. Com um sorriso torto, tomo a iniciativa de atravessar o estreito caminho por entre os rochedos até à praia aberta, esperando que me sigam. Ou que fiquem para trás, já esgotei a paciência por hoje para me importar.

Girls are not meant to fight dirty
Never look a day past thirty
Not gonna bend over and curtsey for you

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 47
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Sab Jun 03, 2017 3:49 pm


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬


- Olha só! - diz Cutter, entusiasmado ao ver meu peso na balança. - Impressionante ter conseguido 5 quilos de massa muscular em apenas dois meses, Slash!

Sorrio para Cutter.

- Estou me dedicando muito a repor todo o tempo perdido. Não quero ser aquele mesmo Slash de antes, quero ser melhor. – respondo.

Ele balança à cabeça em concordância e olha para a tabela. Desde que voltei a jogar, meu nome estava na tabela de próximo voluntário, em último lugar, atrás de nomes como Sidon, Ferir, Sharpen e até mesmo Luke Seaphox, um garotinho de apenas 13 anos de idade, entre outros. Obviamente aqueles que mantinham a maior idade tinham prioridade na seleção, mas nada impedia de enviar alguém mais novo caso julgassem mais apto.

- Sabe que não tenho interesse em ir para os Jogos Vorazes... Não sei porquê colocar meu nome na tabela. - Percebo que mesmo em pouco tempo, já havia passado todos aqueles com menos de 17 anos, incluindo meu irmão, mesmo sabendo que a técnica de Sharpen ainda superava a minha.

- Sabemos disso... Mas você serve de inspiração para muitos garotos aqui dentro, e até mesmo para mim, Slash. Independente de ser o que é agora ou o que já foi, mesmo que não notando diferença alguma, eu ainda amo você da mesma forma. - Ele fecha o braço em meu pescoço e então começa a bagunçar minha cabeça, da mesma forma que fez na foto com Sharpen.

Começo a rir e ficamos um tempo ali parados, sem dizer uma única palavra. Cutter entendia sobre meu espaço e privacidade, nunca me cobrou nada e ainda tem me ajudado muito. Sem dúvidas ficaria muito mais perdido sem ele por perto.




I'm trying understand myself
Who I'm and who they are
Why a promise means so much to me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 47
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Sab Jun 03, 2017 7:46 pm


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬


Conforme o tempo ia passando, sentia o suor frio escorrendo pela minha testa. Cutter me treinava intensivamente e então me dava repetições que não gerassem grande gasto físico. Resolvi não questioná-lo se essa era a forma como ele realmente trabalhava.

Durante alguns dias na semana, via Zora, filha do antigo treinador, chegando praticamente no mesmo horário que eu, mas não quis atrapalhá-la, já que ela parecia querer treinar sozinha. De qualquer forma, via aquilo como uma motivação. A garota era a segunda na tabela, e mesmo sem entender o porquê dela ser tão dedicada e ainda estar em segundo lugar, via seu esforço em mim.

O tempo foi passando e então a academia abriu. Vários alunos começaram a tomar conta dos espaços e Cutter estava próximo ao tatame.

- Vamos, primo. Me mostre algo novo! – peço, batendo as luvas, animado.

Ele ri e então chama Sidon, o garoto que seria nosso futuro carreirista.

- Acho que hoje não, Slash. Ei, Sidon, venha cá. O que acha de mostrar ao Slash um pouco do que você sabe? - ele me chama para próximo dos dois e então estendo minha mão para Sidon. - Vai ser interessante ver como você se sai contra alguém que não seja eu, Sharpen ou qualquer outro carreirista com menos de 15 anos.

Cutter começa a rir e dou um soco em seu ombro, brincando. Como se ele e Sharpen fossem pouca coisa...

- Prazer, Slash Airsmith. - digo.



I'm trying understand myself
Who I'm and who they are
Why a promise means so much to me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sidon Loredan

avatar

Mensagens : 13
Data de inscrição : 06/04/2017
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Sab Jun 03, 2017 8:49 pm


SIDON ♆ LOREDAN

 Meus olhos vagueiam por toda a sala num ápice antes de realmente colocar o primeiro pé dentro da Academia. Claro que Zora já cá está - vejo-a perto do stand de armas, treinando sozinha. Ao que parece, Fenrir e Levi ainda não haviam chegado.

Estou prestes a ir ter com Zora quando ouço meu nome ser chamado, fazendo-me virar minha atenção de imediato para o tatame principal onde consigo identificar o co-treinador Cutter junto com Slash e mais dois ou três dos novos que formavam plateia à volta do mesmo. Assinto com a cabeça para Cutter e aproximo-me deles em passos calmos, a tempo de escutar ele me perguntar sobre eu mostrar uma técnica ou outra a Slash.

— Claro, tenho todo o gosto em ajudar no que estiver a meu alcance. - Ofereço um sorriso para ambos, ao mesmo tempo que apanho o par de luvas que um dos alunos fora do tatame me atira para calçar.

Pelo que Cutter diz ao seu primo, dá-me a entender que ele quer que Slash lute contra mim de igual para igual. Apenas um par de meses se haviam passado desde que o rapaz voltou a ingressar na academia, na altura em péssimo estado físico, e apesar de ter melhorado e bastante em tão pouco tempo, ainda lhe faltavam uns grandes passos para conseguir pelo menos voltar a acompanhar de alguma forma o escalão da nossa idade... mas se as ordens de Cutter são essas, assim o será.

Calço primeiro uma das luvas e utilizo minha mão ainda livre para cumprimentar o rapaz, que se apresenta a mim como me estivesse vendo pela primeira vez. Apesar de não saber ainda exatamente o que se passou para o rapaz ficar nesse estado, não me demorou muito tempo para ver que Slash havia perdido sua memória. E realmente esta era a primeira vez que nos falávamos para além dos bons dias e até manhãs do dia a dia, desde que ele regressara.

Já pouco falávamos antes da guerra, mais por conta de Zora que não ia muito com a cara dele - mas não me lembro sequer do número exato das vezes que já combatemos, de tantas que foram por estarmos durante bastante tempo competindo pelo primeiro lugar da tabela. Estou bastante curioso para ver como isto se vai desenrolar agora.

— Sidon Loredan, - respondo,  assentindo com a cabeça - Vamos então ver se o teu estilo de combate se mantém. - Calço a outra luva e mantenho meu olhar já fixo em Slash, ao meter-me em posição de luta.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 47
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Qua Jun 07, 2017 7:35 am


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬


O rapaz ruivo parecia estar super disposto a me ajudar e aceita lutar comigo. Consigo ver nos olhos dele que havia uma certa rivalidade, um tom diferente na forma como ele olhava para mim do que os demais. Quando ele diz seu nome, algo fica mais claro em minha cabeça.

Sidon Loredan era o segundo na tabela quando eu pretendia ser o carreirista da 78º edição. Recuo um pouco, com alguns flashes de nossas lutas, que apesar de intensas e duradouras, eu vencia a maioria delas. Ele fala sobre meu estilo de combate enquanto termino de vestir a luva. Sorrio para ele, modestamente.

Estico o punho para nossa luta começar e Sidon toca-o com o seu. E mesmo com a consciência de uma provável derrota, lutaria dando meu máximo.

Começo com uma movimentação, procurando ver qual seria seu primeiro movimento. Sidon parecia ler cada simples gesto, somente esperando para dar o bote. Deixo minha mente esvaziar todas as ideias e então tomo a dianteira de arriscar um soco com a mão não boa. A melhor forma de fazê-lo baixar a guarda era talvez mostrar que ainda não estou bom o suficiente, e quando ele fizer, irei derrubá-lo na primeira oportunidade. Sidon desvia facilmente do meu primeiro soco, o que me faz sorrir. O entusiasmo de lutar com Sidon novamente começa a tomar conta do meu corpo, fazendo com que meu corpo se mexesse sozinho e mais rapidamente, como se já tivesse gravado na memória a melhor forma de acertá-lo.

- Vamos, Loredan, pode vir. - bato as luvas e digo olhando em seus olhos como sempre fazia quando iniciávamos um novo combate.




I'm trying understand myself
Who I'm and who they are
Why a promise means so much to me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sidon Loredan

avatar

Mensagens : 13
Data de inscrição : 06/04/2017
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Qua Jun 07, 2017 8:16 am


SIDON ♆ LOREDAN

Interessante. Apesar do tempo que o rapaz ficou fora da academia combinado com sua perda de memória, haviam certos padrões nos seus movimentos que se mantinham. Sua técnica precisava ainda ser muito aperfeiçoada, mas a base está lá.

Sorrio pelo canto do lábio aquando o seu chamatório, mantendo meu olhar preso no seu de melhor forma a prever seus movimentos - não fosse ele estar usando o mesmo em mim. Durante uns bons segundos ficamos nos encarando, esperando prever qual dos dois ousaria investir primeiro, andando em roda sobre o tátame como se de uma dança se tratasse - até que eu cedo ao primeiro chute, que acaba sendo uma falsa investida para o surpreender com o murro - ao que o rapaz rapidamente se defende. Depois de tanto se focar em prever minha investida, não é algo que me surpreenda - mas é o suficiente para desencadear a continuação combate, que se desenrola num misto de chutes e murros entre um e outro. Apesar de conseguir acertá-lo várias vezes, e ele algumas a mim, o rapaz parece até se dar bem no que toca à defesa dos golpes - mas isto é só o começo.

Quando vou a defender um dos seus chutes, agarro-o com ambas as mãos na perna de forma a utilizar a minha força para derrubá-lo para trás - uma técnica um tanto que arriscada, deixando-me a guarda baixa caso ele fosse me atacar com um murro ao mesmo tempo - mas que não deixaria de ser algo de igual risco para ele. Acontece exatamente o que eu previa - acabo por apanhá-lo fora de guarda por provavelmente não esperar que eu tivesse força para fazer aquilo com alguém do seu tamanho. Não queria levar em vantagem o facto de ele ter perdido a memória, mas Cutter não me deu indicações para ajustar a dificuldade e eu respeito isso. É da forma que o rapaz melhor aprende.

Apesar de surpreso, consigo ver pela sua expressão que ele não estava nem perto de ter terminado - de certa forma, lembrava-me de Zora.

Ofereço-lhe minha mão para o ajudar a se a levantar, não porque acho que ele precise de ajuda nesse aspecto mas para lhe mostrar que não estou aqui enquanto seu némesis.  

— Continuemos?, - pergunto, cordialmente.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Distrito 04   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Distrito 04
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Zona de Leiria

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
78º Edição Anual dos Jogos Vorazes :: Panem :: Interações-
Ir para: