InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Distrito 04

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
AutorMensagem
Amethyst Portshore
Admin
avatar

Mensagens : 53
Data de inscrição : 12/03/2017
Idade : 27
Localização : Capital
Jogador : Állan

MensagemAssunto: Distrito 04   Ter Mar 14, 2017 1:10 pm

Relembrando a primeira mensagem :



DISTRITO 4


"O Distrito 4 é um dos distritos mais ricos de Panem. Sua indústria é a pesca, que é útil para os tributos nos Jogos Vorazes: eles têm experiência na utilização de redes e tridentes, formando anzóis a partir do zero, são bons nadadores, e sabem identificar a vida marinha comestível. "


Antecipando os dias da Colheita, o ambiente no Distrito 4 estava longe de ser tenso. Os mais fracos sempre se sentiram seguros por saberem que sempre terão os Carreiristas como voluntários, porém o voluntariado aqui não era tão comum quanto nos outros distritos carreiristas.


ATENÇÃO: Utilize este tópico para interagir dentro do seu Distrito (sozinho ou com o seu companheiro de Distrito). Pode falar de tudo, desde do que está fazendo até ao que está sentindo. Aproveite para desenvolver a história do seu personagem. A postagem não é obrigatória, mas apenas a faça se tiver a certeza que não mudará o distrito e ocupação do seu personagem depois. E lembre-se: O seu personagem ainda não foi escolhido na Colheita.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://78hungergames.forumeiros.com

AutorMensagem
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Qua Jun 07, 2017 1:00 pm


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬


Despenco no chão e começo a rir sozinho, sentindo aquela mesma sensação de antes. O sangue fervia em minhas veias e lutar parecia ser a coisa mais divertida do mundo. Sidon me pega com a guarda baixa, o que foi muito inteligente da parte dele, mesmo que arriscado.

Depois de inúmeras repetições de socos e chutes, Sidon consegue sair na frente. Eu não esperava menos do primeiro lugar na tabela. É muito bom lutar com alguém que não mede sua força, como Cutter faz quando luta comigo. Desde pequeno tive a impressão de que quanto mais eu apanhava, mais eu aprendia a não apanhar, e agora não seria diferente.

Sidon estende sua mão para mim e me pega sorrindo. Pelo olhar dele, já deve ter percebido que estou longe de me cansar.

- Sem dúvidas. - seguro seu braço e me coloco de pé novamente.

Agora já sabia mais ou menos como Sidon fazia em relação aos seus movimentos, e assim como eu, ele também procura um ponto onde a guarda esteja baixa.
Pela postura dele, parece que ele me deixaria começar atacando dessa vez, e se eu não tomar cuidado, vou parar no chão do tatame novamente.

Começo abrindo com um chute de direita e percebo que Sidon rapidamente defende meu ataque. Como estava à uma distância curta, começo a acelerar meus socos, investindo meu corpo para frente, forçando cada vez mais Sidon a recuar. Sentia o suor escorrendo na lateral do meu rosto, o coração acelerado e a cabeça vazia de qualquer outro pensamento que não fosse a luta que estava tendo com ele agora. Loredan parece se defender dos socos sem muito esforço, levando consigo um ou outro murro, até que impulsiono meu pé no chão batendo com meu joelho em sua coxa, para pegar em algum músculo. Vejo uma expressão leve de dor em seu rosto, o que me motiva a tentar mais um soco, mas o carreirista consegue ser ainda mais rápido e segura meu braço, jogando-me novamente para trás com sua força, seguido por um chute com a sola do pé em meu peito, fazendo ambos cair no chão.

Levo minha mão ao peito, com dor e me apoio em uma das pernas antes de olhar para Sidon novamente. Percebo que o rapaz já estava de pé novamente, levando uma das mãos na perna atingida pela minha joelhada. Meu olhar encontra com o dele e vejo a verdadeira diferença entre nós. Sidon, por conta do treinamento ao longo desses anos, não parecia se cansar facilmente e ainda mantinha seu estilo de luta próprio e aprimorado, enquanto eu ainda precisaria melhorar em todos esses aspectos.

- Ainda posso lutar. - digo, me colocando de pé novamente.



I'm trying understand myself
Who I'm and who they are
Why a promise means so much to me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sidon Loredan

avatar

Mensagens : 17
Data de inscrição : 06/04/2017
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Qua Jun 07, 2017 7:50 pm


SIDON ♆ LOREDAN

Mais um persistente. Admiro, mas sou apologista de que um deve conhecer os seus próprios limites. Só depois disso se deve atrever a ultrapassá-los. Olho para o canto do olho para Cutter, que assinte com a cabeça e mantêm o olhar fixo no primo, este já que já estava em pé de novo.

— Tens a certeza, Airsmith? - aproximo-me em passos lentos, de postura relaxada - Acho que ainda é cedo para te puxares tão ao limite. O teu corpo pode ainda não estar preparado e ao ritmo que já estás, não te podes dar ao luxo de provocar algum tipo de... - Assim que me vejo próximo o suficiente e com ele preso em minhas palavras, apanho-o desprevenido com um puxão no braço para o desequilibrar seguido por um chute em rasteira, fazendo-o cair de vez - ...lesão. -, completo.

Encaro-o de cima para baixo, com um sorriso no canto do lábio. Não sei se Airsmith continua com ideias de concorrer para ser o próximo representante aos os Jogos Vorazes, mas há uma coisa de que ele se deve lembrar - a força e precisão não são as únicas armas de um Tributo.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Qui Jun 08, 2017 6:53 am


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬


Sidon se aproxima de mim e me passa uma rasteira na frente de todo mundo. Despenco no chão e então um novo flash vem à minha cabeça. Eu e Sidon lutando, e ele sempre falando durante as lutas para poder me distrair ou baixar minha guarda. Suas palavras também são suas armas, mas aquele Slash não se deixava distrair tão facilmente.

Levo minha mão à cabeça e me apoio em uma das mãos, mostrando que aparentemente não estava bem. Já havia percebido que era mais rápido e que ele, só precisaria usar isso a meu favor, assim como ele usou suas armas.

Sidon se aproxima para ver se estou bem, e percebo uma movimentação de Cutter pelo canto dos olhos. Rapidamente giro meu corpo no chão e passo uma rasteira no carreirista, que perde o equilíbrio e cai de bunda no chão.

Sorrio para ele.

- Ainda sou mais rápido que você, Loredan. - então despenco de costas no tatame. Apesar de meu psicológico estar mais do que pronto para continuar a luta, meu corpo não conseguia mais se movimentar. Meus braços estavam pesados, meu corpo ainda doendo pelo chute de Sidon e a única certeza que eu tinha era que havia perdido aquele combate.

Dou três tapinhas no tatame, mostrando que meu corpo já estava em seu limite e estendo as mãos para Sidon me ajudar a levantar.

- Dessa vez sem rasteiras, por favor. - rio.



I'm trying understand myself
Who I'm and who they are
Why a promise means so much to me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cutter Airsmith

avatar

Mensagens : 18
Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 20
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Qui Jun 08, 2017 7:01 am


Cutter Airsmith
▬▬▬▬▬❄️▬▬▬▬▬


Coço a cabeça, rindo, ao ver os dois no chão. Slash evidentemente não conseguia nem se movimentar direito, enquanto Sidon já se colocava de pé novamente.

Tenho certeza de que o combate trouxe novas lembranças à cabeça de Slash. Era realmente bom vê-lo tão feliz depois de tanto tempo. E sabendo da diferença entre os dois, meu primo bate no tatame, anunciando a vitória de Sidon. Bato palmas e os moleques que assistiam à luta fazem o mesmo.

- Vai aprendendo molecada. Apanhem aqui para não apanharem dentro daquela arena.  - digo, como ensinamento. - Quanto à vocês dois, foi um ótimo combate. Obrigado pela cooperação, Sidon.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sidon Loredan

avatar

Mensagens : 17
Data de inscrição : 06/04/2017
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Qui Jun 08, 2017 1:11 pm


SIDON ♆ LOREDAN

Slash consegue surpreender-me com uma rasteira por descuido meu, quando eu já tinha a certeza que o combate havia terminado e que o rapaz finalmente havia admitido seu limite. Não foi bem assim, mas quando eu me volto a levantar e adotar uma posição de combate, Slash bate três vezes no tatame, indicando o final do confronto. Fico a achar que o garoto só fez aquilo para mostrar que era mais do que demonstrou ser, mas decido não dar muita importância a isso. Para alguém que só havia regressado aos treinos faz nem dois meses completos, ele já havia surpreendido o suficiente - o suficiente para o meter debaixo de olho novamente, apesar de continuar seguro de que não há hipótese alguma de ele nos ultrapassar a esta altura do campeonato.

Rio levemente com o seu comentário e estendo minha mão para ele de forma a o ajudar novamente a levantar-se do chão, no mesmo momento que tanto Cutter como quem assistia ao nosso combate batiam palmas.

- Sempre às ordens, Cutter. - respondo, retirando minhas luvas e pendurando-as no local mais próximo - Qualquer coisa é só chamar.

Sacudo a poeira das minhas calças, notando Zora nos observando de longe de braços cruzados e seu típico sorriso matreiro no canto da boca, quando por instinto aproveito a posição para olhar para trás por cima do ombro. Se até a garota interrompeu seu treinamento para nos observar é porque com certeza a coisa foi interessante, com certeza.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zora Greyport

avatar

Mensagens : 54
Data de inscrição : 16/03/2017
Idade : 18
Localização : Distrito 4
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Sex Jun 09, 2017 9:59 am


ZORA GREYPORT
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

Vejo Sidon vindo em minha direção e levanto o queixo, ainda de braços cruzados, só começando a falar quando este se encontra a poucos centímetros de mim.

-  Acho que é a última vez que consegues usar esse truque com ele, - comento, de sorriso torto -  Não valia a pena esperares por um confronto mais a sério?

O rapaz solta um riso seco, desviando o olhar para o chão por um milissegundo antes de me encarar novamente.

- Não sei se haverá um confronto mais sério. Vou manté-lo de baixo de olho, mas o rapaz ainda tem muito que aprender. E não temos propriamente todo o tempo do mundo até à próxima colheita. Mas se o posso ajudar de alguma forma a reencontrar o seu propósito mesmo que não vá mais longe que isso... Não custa nada, não é?   - Ele fala com a maior naturalidade, acompanhado de um sorriso   - E ele precisava saber que nem tudo são tridentes ou chutes.

Tusso forcadamente, imaginando porque motivos Sidon quereria sequer ter alguma coisa a ver com a recuperação de aquele que foi em dias a maior competição para ele na Academia e em como nem morta eu faria o mesmo por Bindi. Mas esse era Sidon, sempre disposto a ajudar quem fosse. Eu poderia dizer que ele estaria tão seguro de que aquele rapaz não tem hipótese alguma de o ultrapassar novamente a tempo que nem consideraria essa hipótese ao ponto de se preocupar, como ele me quer fazer acreditar, mas estaria mentindo. Sidon considera tudo, até o mais pequeno pormenorzinho, por mais insignificante e improvável que a hipótese seja.
 
-  Tá bom, mas não mostres já todas as tuas cartas. - Respondo, rispidamente, enquanto ajeito sua camisola na zona dos ombros, quase tendo de me colocar em bicos dos pés para lá chegar - Sabes, Sidon, tu vais ser tipo o próximo Finnick Odair.  

Rio, agora de expressão mais relaxada, imaginando a cena. Mas carismático e charmoso como ele é, era impossível não associar. Sei que ele vai fazer um sucesso imenso na Capital... Não gosto de pensar em Sidon como parte das minhas peças para alcançar o que quero, mas preciso dele do meu lado quando for para os Jogos e não só por não confiar em mais ninguém. Não havia outra hipótese.


Girls are not meant to fight dirty
Never look a day past thirty
Not gonna bend over and curtsey for you



Última edição por Zora Greyport em Seg Jun 19, 2017 6:44 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Sex Jun 09, 2017 1:14 pm


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬


Durante meu caminho de volta para casa, começo a sentir um pouco mais forte as dores da última luta. Agora que o fogo do combate com Sidon havia cessado, as dores começaram a tomar conta novamente. Começo a rir, lembrando da rasteira que levei no final. Foi uma excelente sacada do próximo carreirista, mas aquilo não vai funcionar novamente. Não mesmo.

Ouço uma voz gritando meu nome de longe e paro abruptamente meu trote. Viro-me e vejo um rapaz correndo em minha direção. Ele tinha um corpo forte e malhado, mesmo com algumas marcas no rosto, parecia ser alguém da academia de carreiristas.

Ele estende as mãos para mim e então faço o mesmo.

- Não acredito que você esteja vivo mesmo. Se lembra de mim?

- Desculpe, acho que não. - alguma coisa no olhar malicioso do rapaz me deixava inquieto, como se ele realmente estivesse diante de um fantasma.

- Então os rumores são reais, você perdeu a memória. - Assenti com à cabeça, e antes mesmo de perguntar quem ele era, o rapaz responde por mim. - Sou ex-namorado da Margaery, Quentin Pullover. Ajudou?

Fico encarando o rapaz por um tempo. Não faz o menor sentido pra mim, por que Margaery se interessaria por um cara desses? Onde eu estava quando eles namoraram? Não que isso fosse da minha conta, mas ainda assim não fazia sentido pra mim.

- Não me lembro, foi mal cara. - viro as costas para voltar pra casa e deixar o rapaz mestiço cuidar da própria vida, mas então ele me segura pelo ombro com força e me faz virar de volta para ele.

Como um reflexo cerro os punhos e um flash de nós dois lutando na academia me vêm à cabeça imediatamente. Quentin era o segundo lugar na época que eu treinava para ser tributo. Deixo que o rapaz gire meu corpo e então ele segura meu soco com seu punho. Quentin parecia estar bem mais forte do que já foi um dia, ao contrário de mim.

- Acho que você lembrou. - ele sorri, maliciosamente e então solta minha mão. - Não quero brigar, nem nada. Quero saber somente se Margaery está bem. Está explicado o porquê dela ter sumido.

Com os olhos fixos nos dele, continuo.

- Ela está ótima. Por que não está na academia?

- Encontrei um lugar melhor que a academia, Airsmith, onde se consegue ficar mais forte em pouco tempo. - ele me da uma piscadela. - Qualquer dia te levo para conhecer, você parece estar precisando de um treinamento diferenciado.

Mesmo não confiando em Quentin, me intrigou e muito saber que havia outro lugar além da academia carreirista para treinar. E mesmo curioso para saber o que era, não daria esse prazer para ele, não hoje.



I'm trying understand myself
Who I'm and who they are
Why a promise means so much to me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Quentin Pullover

avatar

Mensagens : 11
Data de inscrição : 09/06/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison Iared

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Sab Jun 10, 2017 5:34 pm


Quentin Pullover
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬


Volto para casa e quebro a primeira coisa que vejo na minha frente. Estava tão puto, mas tão puto, que quase quebrei a cara daquele filho de uma puta do Slash bem na hora que ele passou por mim. Como se não bastasse ser o aluninho perfeito da academia carreirista e ter o coração da minha garota, o babaca ainda sobreviveu a uma explosão daquelas sendo tratado por várias pessoas como algum imortal.

Pego um copo com corote e viro na mesma hora, limpando a boca com as costas da mão. Agora faz sentido o porquê de Margaery ter desaparecido do nada nesses últimos meses. Mas ela é minha. Margaery é minha e nada vai tirar isso de mim, muito menos alguém como Airsmith.

Sem pensar duas vezes, pego uma folha de papel e começo a fazer minhas anotações. Apesar de ter tudo o que eu queria ter, Slash ficou curioso pelo fato de melhorar seu corpo inquebrável em tão pouco tempo. Era dessa curiosidade que faria sua caveira.

— Talvez você volte a ficar forte como antes, Airsmith, mas vou te foder de uma forma que nem mesmo Deus vai te trazer de volta.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Dom Jun 11, 2017 11:13 am


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬


Sento no chão da sala e fecho os olhos, procurando esclarecer minhas ideias e meditar um pouco. Depois que passei alguns livros de como recuperar minha memória, percebi que seria essencial não melhorar apenas minha forma física, mas ter também minha consciência de volta. Trazer o Slash de antes e superá-lo era prioridade máxima.

Ouço alguém sentando ao meu lado e de repente não ouço mais nada. Não queria desconcentrar do que estava fazendo, mas aquilo havia me chamado a atenção. Abro um dos olhos e olho para ao lado. Me surpreendo ao ver Margaery na mesma posição que eu. Era difícil conter o sorriso.

- O que está fazendo? - pergunto, tentando não rir.

- O mesmo que você, bobão. Meditando. - ela responde, abrindo um dos olhos e me olhando com um sorriso no rosto.

Não consigo acreditar que nunca tinha notado o quanto Margaery se importava comigo e estava ao meu lado em todos os momentos. Realmente fui muito burro um dia. Meus olhos escuros encontram seus olhos verdes e brilhantes. Por um momento abro meus olhos e fico encarando-a. Ela faz o mesmo e fica me olhando por um tempo, sem dizer uma única palavra. Deixo minha mão agir por instinto e encontrar as mãos dela, seguro-a por um instante e então ela coloca a cabeça em meu ombro, fazendo meu coração dar um salto.

- Obrigado. - digo e recebo um sorriso largo dela.

- Isso não é nada, estarei sempre ao seu lado. - sorrio sem graça.

- Não sei quantas vezes já te pedi desculpas por ter quebrado nossa promessa antes de eu ter perdido a memória, mas saiba que não vai acontecer de novo. - afirmo.

- Promete? - ela pergunta, colocando seu rosto no meu pescoço de forma carinhosa.

- Prometo.



I'm trying understand myself
Who I'm and who they are
Why a promise means so much to me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sharpen Airsmith

avatar

Mensagens : 5
Data de inscrição : 09/06/2017
Jogador : Alison Iared

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Dom Jun 11, 2017 11:32 am


Sharpen Airsmith
▬▬▬▬▬⚓️▬▬▬▬▬


Pego um atalho para a escola como faço todos os dias e dou de cara com Luke Seaphox, neto do vitorioso Matthew Seaphox, que infelizmente veio a falecer durante o Purge. Luke treinava na academia carreirista desde pequenininho, mas não era de muitas palavras e não que ele fosse grande agora.

- E aí pivete! – bagunço seu cabelo.

- Eu não sou pivete, seu orelhudo! - ele responde, dando um tapa na minha mão. -O que está fazendo por essas bandas? Você não mora aqui perto.

- E isso lá é da sua conta? - começo a rir. - Aliás, soube que Slash combateu com Sidon na escola, como foi?

Luke parece se empolgar na mesma hora. O garoto adora uma briga.

- Seu irmão tomou um pau! - ele gargalha, e então abaixa a cabeça e fica sério por um tempo, antes de elogiar Slash. - Mas ele acertou uma rasteira em Sidon, fazia um tempo que não via nosso próximo carreirista cair no tatame.

Sorrio com a notícia. Apesar de ter perdido, dava pra ver que Slash já estava começando a se recuperar, o que não é para menos, meu irmão tem se esforçado mais que qualquer voluntário. Bagunço o cabelo de Luke e volto a correr para a escola. O rapaz solta um palavrão e eu o deixo falando com o vento.

- Da próxima vez eu subo com você naquele tatame e escovo essa sua boca com areia, Seaphox! - gargalho.

⚓️ Courage ⚓️
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Dom Jun 18, 2017 10:47 am


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬


Parecia que quanto mais o tempo passava, mais confiança voltava a ganhar dos meus familiares, em principal minha mãe e meu pai. Ambos pareciam estar bastante orgulhosos dos meus feitos na academia e parece que estavam finalmente percebendo o quanto isso realmente estava me ajudando.

Saio do estabelecimento deles e sigo em direção à academia para mais um dia de treino. Tudo parecia extremamente normal e tranquilo, até uma infelicidade chamado Quentin aparecer repentinamente como um fantasma, sorrindo com aquela boca torta de quem bancava o espertão pra cima das outras pessoas. Paro de correr na mesma hora.

- Acho que você está pronto. - ele diz.

- Pra quê, exatamente?

- Pegue mais leve na academia hoje. Se quiser ficar forte novamente, precisa vir comigo e me acompanhar até o meu centro de treinamento. - o sorriso dele parecia agora com uma mistura de orgulho e ansiedade em saber qual seria minha resposta. E o pior de tudo, era que eu realmente estava ansioso para saber sobre esse outro centro de treinamento.

- Há outro centro de treinamento? - pergunto, dando um leve passo para trás.

- Sim, um que você não é treinado para se voluntariar aos Jogos Vorazes. Um centro que, bem...- ele abaixa o tom de voz e termina com um sussurro. - É meio clandestino, porquê lá se luta para ficar mais forte e ganhar dinheiro.

Imediatamente lembro-me das despesas em casa. Das dificuldades que meus pais estavam passando para pagar minha academia durante esse tempo em que acordei. Os remédios que tiveram que pagar para que eu voltasse à vida. A escola de Sharpen. Tudo isso estava diretamente implicando em alguns problemas pessoais dentro de casa, e a constante irritação da minha mãe mostrava isso claramente.

Olho diretamente nos olhos de Quentin Pullover e o rapaz desvia o olhar quase que imediatamente, como fazia toda vez que íamos lutar.

- Lutas ilegais. Perdi a memória, mas isso não me fez um babaca.

- Que bom que sabe o que é. - ele dá de ombros. - Se quiser, esteja nesse endereço às oito da noite. - Quentin me entrega um bilhete numa folha de papel rasgado de um caderno qualquer.

Pego o bilhete e então ele me dá uma piscadela.

- À propósito, diga a Margaery que logo estaremos juntos novamente.

Ignoro sua provocação, amassando apenas o bilhete que ele me entrega com o punho cerrado. Por pior que Quentin fosse, eu sabia que precisava ficar mais forte para proteger Margaery, e uma forma de fazer isso era conhecendo novamente meu maior adversário e inimigo. Meu passado.



I'm trying understand myself
Who I'm and who they are
Why a promise means so much to me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Seg Jun 19, 2017 6:33 pm


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬


Tudo resolveu acontecer ao mesmo tempo durante aquela noite. Parecia até mesmo ser algum tipo de sinal para que eu não fosse me encontrar com Quentin. Meu primo, Cutter, chegou com seus pais para ter um café da tarde em família. Margaery parecia perceber que alguma coisa estava acontecendo comigo, mas respeitou meu espaço e não questionou. De certa forma tinha um pouco de receio que ela soubesse que eu e Quentin estávamos nos falando. Não queria ter que invadir nem um mínimo de espaço da cabeça de Margaery com o babaca do Quentin. Sharpen trouxe a namorada, fazendo com que eu não fosse tanto o foco dos tiroteios de perguntas, e sim meu irmão e sua nova namorada. Aparentemente a garota havia sido transferida de distrito e tinha o tom de pele bem escuro com os olhos verdes como um gato. Aproveito um tempo com eles e então digo que estou cansado e iria repousar. Ninguém questionou.

Disparo para o quarto e já vejo que chegaria atrasado para conhecer o tal clube de lutas. Minha cabeça sabia que a ideia era insana e bastante idiota, mas minha vontade de ficar ainda mais forte falava mais alto.

Faço um amontoado de cobertas e jogo um lençol por cima. Não tínhamos muita coisa, então acabei colocando algumas trocas de roupa para ajudar a dar corpo para o falso Slash que estaria dormindo como uma criança. Como o Distrito 4 é bem quente, muitos cobertores são desperdício  de dinheiro e espaço.

A medida que vou chegando, consigo notar na cara do ex aluno da academia carreirista seu olhar de irritação pela minha demora. Ele bate o olho em mim e me lança um sorriso malvado.

- Está atrasado, Airsmith.

Dou de ombros, coisa que tinha certeza que fazia Quentin ficar ainda mais puto. Ele se apoia em um dos pés e me pede para entrar em um beco.

- Não antes de você. - respondo, cauteloso.

Apesar de rosnar, Quentin entra na minha frente, abrindo uma primeira porta com uma espécie de código morse. Um homem alto e gordo abre a porta e nos encara, esperando alguma explicação da parte do ex carreirista.

- Trouxe um novo lutador, é magrinho, eu sei. Mas todos vão apostar muito dinheiro no rapaz que voltou dos mortos... - pude jurar que ouvi Quentin dizer algo do tipo "lugar da onde nunca deveria ter saído", mas não tive certeza.

O gordo faz um check up geral para ver se estou portando alguma coisa que pudesse prejudicar o lugar, e então me devolve um joia.

- Esse que você acabou de conhecer é o Urso. Ele é um avox, teve sua língua cortada porque descobriram que lutava ilegalmente há uns anos atrás.

Apenas escuto as palavras de Pullover, sem entrar em nenhum detalhe, mesmo me sentindo mal por Urso.

- Então, como funciona?- pergunto, olhando para a jaula na minha frente.

Várias pessoas me encaravam, algumas até mesmo incrédulas, se perguntando o que eu estava fazendo aqui. Reparo especificamente em um rapaz que estava encostado próximo à jaula, conversando com outra pessoa qualquer. Mesmo em pouco tempo de academia, sabia que aquele rapaz era amigo de Sidon, e também frequentava o mesmo lugar que eu.

- Você vai ver como funciona agora mesmo. - ele puxa o homem com o microfone e anuncia que eu seria o próximo à lutar.

Dentro da jaula, outro homem batia em um rapaz mais jovem, aparentemente de uns 14 ou 15 anos. Provavelmente o garoto precisava de dinheiro. Mais três socos do careca e então o garoto cai desmaiado na jaula. O locutor volta lá pra dentro e os apostadores vão à loucura.

- E o vencedor é... Raiser Garfield!- grita o homem e todos gritam junto o nome do careca tatuado. O homem cospe sangue e grita, batendo no peito.

Recuo um passo para trás e então Quentin leva a mão na minha cintura.

- Sua vez, Airsmith. Aqui vai aprender a lutar como um homem. - Quentin me empurra para frente e entro na jaula, olhando com raiva para o rapaz.

O locutor levanta e anuncia meu nome em alto e grande tom.

- Com vocês, o garoto que voltou dos mortos, o imortal, conhecido por muitos como Slash Airsmith, The Phoenix! - ele grita o apelido e vejo pessoas movendo notas de dinheiro com a mão. - Façam suas apostas! Mas antes disso, devo anunciar que seu oponente vai fazer confundir seus bolsos... Com vocês o veloz e ágil, Levi Gamlen, The Leviathan!

Meus olhos encontram rapidamente o garoto da academia carreirista, amigo de Sidon e Zora. Para minha surpresa, ele parecia estar tão surpreso quanto eu.



I'm trying understand myself
Who I'm and who they are
Why a promise means so much to me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Leviathan Gamlen

avatar

Mensagens : 24
Data de inscrição : 09/06/2017
Idade : 17
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Seg Jun 19, 2017 8:04 pm


Leviathan Gamlen

Qualquer um poderia dizer que perto do mar é o último lugar onde eu poderia querer estar, tendo em conta o meu historial - mas aqui estou, mais uma vez, à beira mar, de banho acabado de tomar de forma a limpar todo o suor e poeira que mais um dia na academia Carreirista me proporcionara. Surpreendentemente, eu sempre acabo voltando.

Só tenho tempo para isso - um banho rápido, a troca de roupa que deixo secando entre duas rochas escondidas sempre que sou requisitado para este que é o outro lado da minha dupla vida.

Encosto-me na porta e deixo meus dedos fazerem soar a combinação que já me é automática, até a mesma ser aberta pelo Urso. Assinto com a cabeça para ele quando noto seus olhos fazerem um breve check-up sobre mim, apesar de já ter perdido a conta de há quantos anos ele me vê entrando neste lugar.

Sou imediatamente recebido pela atmosfera abafada, húmida e recheada com o cheiro a suor e sangue típico do clube de luta. No meu primeiro dia, disseram-me que era a coisa aqui dentro à qual mais demoraria a me habituar. E tinham razão. Caminho até à jaula principal e me encosto num dos pilares, observando a aproximação de Mortimer pelo canto do olho.

— O que é para hoje? - questiono, desencostando-me assim que ele se aproxima o suficiente e levantando o olhar firme fixo no homem, que apesar de mais alto, é quase tão magro quanto eu.

— Vai haver um baptismo. - ele quase cospe as palavras juntamente com o escarro que joga no chão, por entre o palito que levava nos dentes - Coloquei-te como adversário dele. Já sabes o que a casa gasta, se perderes contra um novato estás fodido. Tu e eu. Mas não te escolhi para nos foderem, então porta-te bem.

Mortimer sempre se baralhava um pouco com as palavras, ou pelo menos dava a ideia de, mas a mensagem fica sempre gravada. Ele é um dos principais orientadores aqui dentro, e da forma que me ajudou a me meter aqui dentro quando precisei, tão depressa não me deixa sair. Não desde que me tornei numa das suas melhores apostas.

— Certo. - apenas respondo, assentindo com a cabeça e desviando então o olhar para a porta de entrada. Conhecendo Mortimer como conheço, a nova cara pode aparecer já no minuto a seguir. Como tal não acontece, acabo virando minha atenção para as lutas que vão passando na jaula, quase até sendo arrastado para uma se não fosse Mortimer armar um escândalo com o outro homem para que tal não aconteça. Se o homem me quer de energias completamente recarregadas até à hora, é porque quem quer que seja que vai aparecer do outro lado qualquer, não será um rapazito de 13 ou 14 anos como a maioria dos novatos que aí aparecem, com certeza. não que eu os subestimasse. Afinal, eu tinha apenas 11 quando pus os meus pés aqui pela primeira vez. E não perdi o meu primeiro combate.

— Teu novo saco de pancadas chegou. - a voz de Mortimer rouba minha atenção da luta que acabara de declarar Raiser vencedor, para o seu sorriso torto e dentes sujos - Já sabes, perdes e apanhas a dobrar.

Mesmo tendo plena confiança em mim, coisa que já vi aos anos que estou aqui, as ameaças eram sempre mais frequentes que qualquer outra coisa aqui dentro - eram como que uma segurança extra para que não fizéssemos nada que para eles fosse considerado fora do controle. Já habituado, viro as costas e me dirijo a uma das entradas laterais para a jaula, deixando-me encostado num dos pilares do lado oposto antes de me tornar visível para o público, de costas para a jaula.

A voz abafada do locutor invade o espaço, fazendo prender toda a minha atenção na mesma - mas o nome que é anunciado faz uma frio enorme invadir todo meu corpo, obrigando-me a engolir em seco e em fazer o maior esforço para me manter o mais imóvel possível de forma a não revelar mais nenhum sinal corporal que pudesse indicar que conhecesse o nome de algum lado. Slash Airsmith. Ele treina na mesma academia que eu.

Ouço o locutor anunciando meu nome juntamente com o coro vindo do público e apostadores que gritavam pelo Leviatã, em unissom, batendo com as palmas nas mesas e cadeiras. Revelo-me por detrás do pilar e subo até à jaula em passos lentos, sem tirar o foco da frente. Era mesmo ele. Slash Airsmith, o rapaz que havia regressado à academia há poucos meses. Não podia ser. Ninguém da Academia pode saber que eu frequento o Clube. Nem de lá nem doutro sítio qualquer. O Airsmith não sabe que não aceitam pessoas na Academia com cadastro criminal? O que estava ele a fazer aqui?

Não posso perder o foco agora. Não há absolutamente manobra alguma que me permita dar ao luxo de perder este combate. Cuspo para as mãos e esfrego uma na outra, sem nunca tirar o olhar do novato, aguardando que abrissem ambas as portas da jaula para dar início ao combate, estas que quase abanavam com os estrondos provocados pelas batidas coordenadas vindas da plateia. Nunca falei diretamente com Slash, para além de ele ter perdido a memória ainda há poucos anos. Com alguma sorte, não me reconhecerá... não pode reconhecer. Só tenho isso onde me fiar.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Ter Jun 20, 2017 10:35 pm


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬


A jaula se fecha e de dentro da mesma consigo ouvir gritos eufóricos chamando pelo apelido que nem mesmo eu sabia que tinha. Levi, o outro rapaz da academia, parecia estar em uma mistura de tensão e ansiedade. Muito provavelmente sabe que o que estamos fazendo é errado e se alguém descobrisse, estaríamos mais que fodidos.

- Que o batizado comece! - grita Quentin, balançando a jaula enquanto gritava feito louco.

Levanto minha guarda sem dizer uma única palavra para o rapaz. Se ao menos eu pudesse usar meu tridente...
Levo minha mão no rosto e consigo defender o chute de Levi no último instante. Recuo alguns passos e sinto meu antebraço latejar. Ele era forte. Forte e muito rápido.

Me coloco novamente em posição de briga e tento manter distância ao primeiro momento, mas então um rápido pensamento invade minha cabeça e quando percebo, já estou de costas na grade.
Ficar aqui parado e me mantendo afastado só vai me fazer perder a luta lentamente, algo que na minha posição, não era opção.

Percebo Levi vindo para cima de mim, então me apoio com o pé na grade e me lanço pra cima dele, conseguindo fazer um movimento mais rápido. Seguro sua cintura e me lanço com o rapaz para o chão. Rapidamente giro meu corpo e me coloco apoiado em um dos joelhos, vendo que ele fazia o mesmo.

Antes de qualquer piscar de olhos, Levi investe contra meu corpo, ainda apoiado em um dos joelhos e tenta acertar um chute de baixo para cima em meu rosto, me obrigando a usar as duas mãos para me defender. O impacto do seu ataque fez com que meu corpo fosse lançado para trás. Mesmo que defendesse uma vez ou outra, uma hora o ataque dele seria certo. Estava muito claro para mim a diferença de força que tínhamos um com o outro. Ouço o alvoroço da torcida depois do chute do carreirista, e percebo que ele esperava que eu me colocasse de pé.

- Ok... Pode vir, amigo do Loredan. - digo, passando as costas da mão para limpar o suor da cara.



I'm trying understand myself
Who I'm and who they are
Why a promise means so much to me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Leviathan Gamlen

avatar

Mensagens : 24
Data de inscrição : 09/06/2017
Idade : 17
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Qua Jun 21, 2017 9:46 pm


Leviathan Gamlen

Eram claras as falhas que a perda de memória do rapaz haviam provocado no seu estilo de combate. Vi isso ainda há pouco na Academia Carreirista, e estou vendo agora. Em tempos, Slash fora a maior competição para com Sidon, este que apesar de ter havido uma época ou outra em que se conseguira manter no primeiro lugar da altura, este era sempre retomado pelo Airsmith depois de algum tempo. Os combates entre ambos eram quase que um espetáculo para qualquer outro membro da Academia, quando todos se amontoavam em redor do tátame só para ver o que ia acontecer. E na altura, duravam e duravam - enquanto que no último combate entre os dois, Sidon derrotara-o num curto espaço de tempo.

Não sendo eu da mesma faixa etária que o rapaz, nunca me fora asignado um combate contra o mesmo por parte dos treinadores. Nunca tendo falado com ele, também não existiu nenhum combate amistoso. Esta era a primeira vez que nos confrontávamos. Pelos critérios da Academia Carreirista, eu não posso colocar-me ao mesmo nível que Sidon, Fenrir, ou do Slash da altura. Mas aqui, as coisas eram um bocadinho diferentes da Academia. Não há critérios. Aqui, ninguém quer saber da tua idade ou tamanho ou estilo de luta - aqui é um vale-tudo ao qual Slash não está habituado, é um nível de luta, de agressividade completamente diferente. Aqui não há um terceiro a decidir quando o combate está terminado, ou que possa impedir que alguma lesão grave acabe por acontecer. Aqui é até um de nós não poder mais, ou desmaiar ou até morrer. Eles não querem saber. Só querem que algo aconteça. São os verdadeiros Jogos Vorazes.

— Leviatã! Leviatã! - Ouço Mortimer rosnar por entre grunhidos, batendo com as mãos na grade por detrás de mim. A platéia grita o mesmo em resposta, só fazendo o homem gritar ainda mais alto, no momento em que meu chute derruba o rapaz. - DÁ CABO DELE, CARALHO!

Mantenho minha expressão apática aos comentários de Mortimer e do público, aproximando-me em passos lentos e cautelosos de Airsmith, que me fixa imediatamente nos olhos e murmura algo. "Pode vir, amigo do Loredan" - meu corpo recua um passo por instinto, mas acabo por conseguir sacudir o susto para fora de mim antes de perder o foco. Foi ingénuo da minha parte achar que ele não me reconheceria, mas isso só me dá mais certezas de que não posso perder esse combate por nada. Airsmith voltará para casa ainda hoje, e com sorte, com alguma marca que lhe relembrará para não brincar com a tempestade novamente.

Acabo por ignorar por completo seu comentário. Ele pode até se lembrar de minhas lutas passadas na Academia, que aqui não lhe farão diferença alguma. Se eu aplicasse na Academia o estilo de luta que aprendi aqui, seria expulso na hora. A mente de Slash estará à espera de um ritmo de luta honrado e típico dos princípios da Academia e do Distrito Quatro, pois é ao que ele está habituado - eu só preciso usar isso a meu favor.
Começo a rondá-lo em passos rápidos, sem nunca tirar os olhos dele, esperando que ele voltasse a se levantar. Assim que noto que o começa a fazer, salto de uma perna para a outra em um pontapé em rodopio, uma falsa investida que me faz mudar de posição rapidamente e então atacar Slash com outro pontapé pela sua diagonal, ainda quando este não se havia já levantado na sua totalidade. Sem perder mais tempo, aproveito a brecha de ele se ter desequilibrado novamente para seguir com vários murros para cima dele, estendendo seu corpo no chão, até ao momento em que ele me consegue acertar com um soco certeiro no nariz, fazendo-me recuar por instinto. Sinto o líquido quente e vermelho escorrer até aos meus lábios, obrigando-me a ignorar a sensação por completo de forma a me concentrar apenas em investir novamente contra o meu adversário, que entretanto já se havia levantado e se encontrava agora em posição de combate, com os olhos presos em mim.

Fungo para puxar o sangue para cima e começo a andar em passos rápidos junto às grades da jaula, sem nunca tirar os olhos do rapaz - que apesar de por tudo o que se passou, ainda se mostrara capaz de fazer uma coisa ou outra no que toca a combates, agora que havia aquecido um pouco, o que não deixava de ser impressionante tendo em conta o pouco tempo que havia passado desde o seu regresso. Mas agora que ele havia conseguido provocar algum dano, preciso terminar esse combate o mais depressa possível. Não posso permitir mais brechas que mostrem aos apostadores que ele possa ser uma boa adição para o clube.

Assumo a primeira investida, que Airsmith defende com pouca dificuldade. Trocamos socos, chutes e respetivas defesas durante alguns pares de vezes até que começo a notar que a minha rapidez a defender começa a sobrepor a sua frequência de golpes, oferecendo-me a brecha que necessito para atacá-lo com um pontapé direto na mandíbula - mesmo a poucos centímetros do rapaz, minha elasticidade permite-me esticar minha perna quase paralela ao meu próprio corpo de forma a tornar o golpe certeiro e apanhando-o de surpresa. De seguida, dou-lhe logo um soco no estômago para o impedir de reagir de qualquer forma até terminar com mais um pontapé, desta vez direto para a frente, que faz com o derrube. Saltando imediato para cima dele, parto com mais um murro no seu olho esquerdo com a maior força que o momento me permite, para garantir que no chão ele continuará - dando-me tempo para me levantar no mesmo segundo e finalizar com pontapé para baixo, pisoteando seus pulmões, antes de dar meia volta para me virar para o público de braços estendidos e mordendo o lábio inferior por conta da dor no nariz que ainda se fazia sentir; nem me dando mais ao trabalho de manter a guarda ou garantir que o rapaz não se fosse levantar novamente.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Qui Jun 22, 2017 5:51 pm


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬


Sinto o mundo todo girando, uma latência no meu olho esquerdo atrapalhava um pouco minha visão. Foram tantos golpes rápidos que mal consigo me lembrar da sequência de movimentos usados por Levi. A forma como ele luta não é como lutamos na academia, não existe honra, não existe padrão. Aqui eles lutavam como trogloditas, sem uma forma de treinamento certo. Sua arma era a velocidade e pura porrada, como se apenas um único ponto realmente importasse. Vencer.

Levo minha mão a barriga e olho para os lados. Durante todo o salão de luta era possível notar o nome de Levi ser gritado por toda multidão. Levo minha mão na barriga e então uma sombra por cima dos meus olhos. Era o locutor, que se aproximava e vinha ver minha situação.

- Pelo que vejo já temos um vitorioso! - grita o locutor e os gritos vão à loucura.

- Não... - digo, me apoiando sobre o joelho. Viro meu rosto para o lado e cuspo uma bola de saliva e sangue. - Eu ainda posso lutar.

Do outro lado da grade, Quentin esbugalha os olhos de animação.

- Esse é o Slash que eu conheço! Adora uma porrada! - gargalha.

Meu estomago doía, meu rosto doía, minhas pernas estavam trêmulas, mas eu sabia que podia continuar. Ver a forma como lutam é um aprendizado enorme cujo não posso me dar o luxo de perder em apenas 10 minutos de luta.

Levi me encara, incrédulo por me ver levantar. Ele limpa o sangue que escorria do nariz com as costas da mão e se coloca em posição de luta novamente.
Vendo a posição com que ele lutava na academia e a que usa para lutar aqui, consigo notar a tamanha diferença de força entre os dois Levi's. Aquele que vejo na academia luta de forma honrosa e risonha, como se estivesse aproveitando o momento. O que vejo na minha frente era a perfeita personificação de destruição. Desde aquele pacificador, não tinha sentido nada tão próximo da morte como olhar para seus olhos.

- Se você não vier, vou eu! - grito, disparando pra cima dele na pequena Jaula.

Com um salto tento acertar um soco mais por cima, enquanto Levi tenta manter distância para acertar mais um de seus magníficos chutes. Faço com que ele seja pressionado na grade enquanto trocamos socos. Meu corpo todo parecia estar em êxtase, como se ansiasse por esse momento. Levi defendia e devolvia os socos na medida em que era jogado para trás, até que ele me deixa acertar um soco em seu peito para apoiar as mãos na grade e me empurrar para trás com os pés com tanta força que me obriga a encostar no outro lado da jaula.

Ele se prepara para vir em minha direção e faço o mesmo. Cerro os punhos e por questões de milímetros, o vejo desviando do meu soco para me atingir por baixo, com uma rasteira, seguida por vários chutes na boca do estomago. Levi começa a gritar e quando finalmente para, levanta novamente os dois braços para a platéia. Minha última visão foi ver várias pessoas sacudindo as notas de dinheiro com às mãos e o locutor anunciando que O Leviatã tinha ganhado o combate.




I'm trying understand myself
Who I'm and who they are
Why a promise means so much to me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Quentin Pullover

avatar

Mensagens : 11
Data de inscrição : 09/06/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison Iared

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Qui Jun 22, 2017 5:58 pm


Quentin Pullover
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬


Ô mania filha da puta de não desistir que esse babaca tem. Agora se algo acontece com ele, eu é que estaria fodido fora daqui. Botaram justamente o bastardinho que está treinando na academia de Airsmith para lutar contra ele.

Entro na jaula e vejo Slash no chão. Aparentemente só o olho permanecia roxo, o resto conseguiria ser facilmente disfarçada com uma camiseta. Chamo Gragas, o outro avox que permanecia como uma estátua na frente da jaula para me ajudar.

— Gragas, me ajude a levar essa ave que vocês chamam de Phoenix para minha sala. Vocês não, né, porque você não fala... Mas enfim... - começo a gargalhar e Gragas solta um som da garganta que lembrava uma risada. Ou será que é uma tosse?

Seja como for, Airsmith não vai pra casa até acordar, e quando acordar, teremos uma breve conversinha...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Leviathan Gamlen

avatar

Mensagens : 24
Data de inscrição : 09/06/2017
Idade : 17
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Qui Jun 22, 2017 9:05 pm


Leviathan Gamlen

A porta da jaula se abre pela minha lateral, batendo com toda a força no chão novamente assim que eu a atravesso. Toda a plateia gritava meu nome, aumentando a intensidade quando passo pela frente deles de braços estendidos e gritando de volta para eles.

— É ESSE O MEU GAROTOOOOO!!!! - ouço Mortimer gritar, poucos segundos antes de ele quase se mandar para cima de mim, agarrando-se ao meu pescoço por um braço - Caramba, pá! Tu lutaste como se aquele rapaz te tivesse feito o maior mal da tua vida! Tu destruíste-o completamente!! É isso! - Ele me dá um murro no peito, com o maior sorriso que já vi estampado na cara dele - É isso que eu quero ver sempre, rapaz! Continua assim e seremos cada vez maiores! - com mais um murro, o homem estica a outra mão livre pelas costas para os apostadores na plateia atrás dele, que colocam as notas um a seguir ao outro na sua mão.

Dando meia volta, Mortimer pisca o olho para mim e começa a andar ao longo do resto da plateia, recebendo o resto da parte do dinheiro que lhe pertencia, cantarolando o canto que enunciava meu nome juntamente com os que ainda celebravam minha vitória. Agora que  as coisas haviam acalmado um pouco, volto a olhar para trás para perto da jaula pelo canto do olho, onde vejo um dos avox carregando o corpo desanimado de Airsmith. Ao seu lado, nada mais nada menos que Quentin Pullover - mas é claro. Claro que tinha que ser esse desgraçado a trazer o rapaz para este lugar. Ele ainda não percebeu o quão perigoso isto poderia se tornar se alguém descobrir? Trazer alguém da Academia para aqui é das coisas mais arriscadas que um pode fazer. Talvez mais para mim que qualquer outra alma aqui dentro, mas não deixa de ser um risco para todos.

Mantenho meu olhar fixo em Quentin e Slash, com minha expressão vazia, observando a cena de longe. Graças à adrenalina do momento, acabei por deixar umas marcas feias em Airsmith - principalmente no seu olho, o que foi completamente miscalculado. Pessoas farão perguntas. Só espero que ele lhes saiba dar a resposta certa.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Sex Jun 23, 2017 7:20 am


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬


Sinto alguns tapas na minha cara e aos poucos começo a abrir meu rosto. Sentia alguém passando alguma coisa no meu rosto, mas não conseguia identificar quem era a princípio.

Abro ambos os olhos e percebo que o lado esquerdo doía um pouco. A primeira visão que tenho é de Margaery.

- Mas o que você...

Os olhos dela estavam cheios d'água.

- Por que você fez isso, Slash? Por que você tinha que vir parar aqui? - ela me interrompe, enquanto cuidava do meu olho com um pouco de gelo.

Margaery para o tratamento e abaixa a cabeça, chorando no menor barulho possível. Estava com vergonha de mim, não por ter aceitado o pedido de Quentin e muito menos por ter perdido para Levi. A vergonha era por não ter dito a verdade à Margaery desde o início.

- Eu prometi que te protegeria. Preciso ficar mais forte...

- Como você vai me proteger todo roxo desse jeito? E me proteger de quem, Slash?

Antes mesmo que pudesse respondê-la, a resposta tinha aberto a porta.


- Ora, ora, então você finalmente acordou... - Quentin se senta ao lado de Margaery e coloca as mãos nas costas dela. - Eu avisei para ele parar... - mente.

Se não fosse por todas as dores que sentia nesse momento, estaria esfolando a cara de Quentin agora mesmo no chão. Quentin me da um sorriso traiçoeiro e se levanta, me olhando de cima para baixo.

- Agora você já entrou nessa Slash. Se comprometeu e mostrou seu rosto para todos. Terá que vir sempre que for convocado...

- Não estou dizendo que vou parar, muito menos desistir. - levanto meu olhar e cerro os olhos, encarando Quentin diretamente nos olhos. Como sempre, ele desvia o olhar quase que imediatamente, como se me temesse.

Margaery se levanta e limpa as lágrimas com as mãos.

- Vamos pra casa. - Margaery se levanta e vai até Quentin. - Estou decepcionada com você também, Quentin. - ela diz, sem nem ao menos se despedir dele.

- Comigo?! Mas foi Slash quem quis vir pra cá... Ainda fui te avisar porque fiquei preocupado com ele.

- Mas se não fosse você chamá-lo, ele não teria vindo.

Ela se afasta e me ajuda a levantar, então olha para um avox enorme que esperava na porta.


- Poderia por gentileza me ajudar a levar Slash embora? - ela pede educadamente e o Avox não recusa seu pedido, vindo até mim e colocando meu braço sobre seu ombro.

- Estou bem.- respondo, tentando me soltar do avox.

Meus olhos e o de Margaery se encontram e vejo que não estava nada bem. Nem meu corpo, nem Margaery, muito menos estaria quando chegássemos em casa.



I'm trying understand myself
Who I'm and who they are
Why a promise means so much to me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zora Greyport

avatar

Mensagens : 54
Data de inscrição : 16/03/2017
Idade : 18
Localização : Distrito 4
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Sab Jun 24, 2017 8:20 pm


ZORA GREYPORT
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

A casa de Sidon parecia um autêntico arsenal. Vindo de uma família de várias gerações de pescadores, eles possuíam exemplares de tridentes mais estranhos imagináveis. Alguns deles pendurados pelas paredes das casas, os que Sidon uma vez quase passou um dia inteiro me explicando a qual membro da família pertenceram; e outros - os usáveis - estavam todos arrumados numa divisão subterrânea, que o rapaz utilizava para treinar e que eu gentilmente invadia de vez em quando. Minha presença nesta casa não é muito bem recebida pelos pais dele, um casal extremamente ambicioso que me considera a maior distração do seu filho e uma má influência, por alguma razão que ainda me escapa - mas vida de pescador começa cedo, e a estas horas já ambos estão dormindo e ninguém tem que saber que eu estou aqui.

Sidon empresta-me um dos seus tridentes mais leves e pega num outro para si. Afasto com o cabo da arma as redes de pesca e cordas que serviam de divisória entre as divisões da casa e tomo a dianteira até à saída, começando já o caminho para a beira mar, até ambos nos encontrarmos a uma distância segura da casa e de outras próximas para não acordarmos ninguém.

- Segura assim - Ele faz-me levantar as duas mãos e manter o tridente na horizontal por cima do corpo  - e faz força.

Dando meia volta e alguns passos para trás antes de voltar a me encarar de frente, o rapaz segura no seu tridente com ambas as mãos no cabo, como se de uma espada se tratasse, antes de investir contra mim com toda a força. Sinto meus braços vibrarem graças à vibração causada pelo seu tridente batendo contra o cabo no meu, fazendo-me recuar um passo mas sem perder a posição. Flexionando mais os braços, preparo-me para receber o segundo golpe, antes de Sidon fazer o cabo rodopiar quase numa dança sobre as suas palmas e então investir lateralmente, uma vez de cada lado.

Com uma técnica assim, era fácil ver porque Sidon se destacava na Academia no meio de outras dezenas de utilizadores de tridente. Ele não aprendeu a manuseá-lo na academia - ele aprendeu-o com os seus pais. Que por sua vez aprenderam com os seus. São gerações e gerações de aperfeiçoamento de técnica. Nas mãos de Sidon, um tridente não era só um tridente - era uma espada, um bastão, o que raio que ele quisesse que fosse - ele fazia funcionar, e o resto que se acanhe.

Investindo mais uma vez por cima, desta vez com mais força, o impacto faz-me escorregar ligeiramente na areia molhada, empurrando-me para trás. Sidon repete o ataque uma e outra vez, rindo ao perceber que eu já estava mais posicionada na diagonal que propriamente direita.

-  Se eu cair, estás feito comigo -  resmungo, por entre os dentes.

Girls are not meant to fight dirty
Never look a day past thirty
Not gonna bend over and curtsey for you



Última edição por Zora Greyport em Sab Jun 24, 2017 9:35 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sidon Loredan

avatar

Mensagens : 17
Data de inscrição : 06/04/2017
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Sab Jun 24, 2017 8:59 pm


SIDON ♆ LOREDAN

— Sem vontade de ir à água, Zora? - sorrio, pelo canto da boca, sem tirar os olhos da garota.

— É que nem te atrevas! - Ela reclama, já se afastando de mim, quando já retraí o cabo do tridente. Num movimento rápido, empurro com a arma a água do mar ao meu lado direito para a salpicar. Mesmo com um sorriso cheio na cara, ela grita comigo e atira-me água de volta, colocando-se logo de seguida em posição de defesa.

Sempre de frente para ela, começo a caminhar para dentro de água até esta me ficar pela cintura.

— Anda. Aproveitamos e treinamos nossa agilidade dentro de água. - convido, cordialmente.

— Não sei se sabes, mas a esse nível eu já quase fico submergida... - Zora chama a atenção, rindo. Espetando o tridente no fundo de areia e aproveitando o mesmo para fazer impulso para a frente, ela se aproxima mais de mim e para alguns centímetros à frente, o suficiente para pelo menos metade do seu corpo ficasse fora de água. Assentindo com a cabeça, ela volta a erguer o cabo da arma na horizontal, indicando já o fim da "brincadeira" e que era hora de regressar ao treino.

 — Não, agora não. Vamos experimentar outra coisa. - Caminho em sua direção até me afastar um bocado, novamente já perto da beira mar. Tento alinhar-me com a zona em que a lua mais ilumina o mar antes de lançar meu tridente na diagonal o mais longe que consigo, com a certeza de que o mesmo ficaria espetado no fundo de areia. - Viste mais ou menos onde caiu? Vamos ver quem chega lá primeiro.  

Zora espeta seu tridente e vem ter comigo, sem questões - sem sequer olhar para mim, ela já fixa o olhar onde a lua reflete a luz e espera meu comando para começarmos. Tal como já calculava, a garota não tem grandes dificuldades em chegar lá primeiro que eu, erguendo já o tridente à superfície antes sequer de eu me aproximar.

— Muito bem! - felicito, de sorriso na cara.

Sem perder o foco, Zora me entrega então o tridente para eu arremessar agora para o lado oposto, em direção à beira mar, para repetirmos o exercício, uma e outra vez até acharmos ser suficiente - momento que a garota pega no seu tridente ainda enterrado na areia e seguimos os dois para fora da água, encharcados.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zora Greyport

avatar

Mensagens : 54
Data de inscrição : 16/03/2017
Idade : 18
Localização : Distrito 4
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Sab Jun 24, 2017 9:35 pm


ZORA GREYPORT
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

— É bom que me canses bastante agora, que tu não fazes ideia do tempo que esta coisa demora a secar quando não há sol. -Reclamo, mas com um sorriso torcista, antes de abanar minha cabeça de forma a salpicar os pingos de água presos no meu cabelo para cima de Sidon.

— Levando em consideração que acabaste de me atirar com pelo menos um décimo do oceano para cima, não duvido. - Ele responde, rindo, já-se colocando em posição com o tridente. - Quando quiseres.

Sem perder tempo, volto a colocar o cabo do tridente na horizontal, preparando-me para defender os golpes de Sidon em cadeia. Já ganhando o ritmo, vou mexendo na inclinação do cabo consoante a origem das investidas, uma e outra de seguida, aguentando o melhor que posso. Quando ele finalmente para, faço um último esforço para espetar o tridente na areia, sacudindo meus braços ao longo do corpo para os aliviar. Pelo impacto das pancadas de Sidon com o tridente, já me custava até dobrá-los.

Ele rodopia a arma pelas suas mãos mais uma vez antes de com uma enorme destreza, lançá-lo em direção à areia, onde fica seguro perfeitamente na vertical. Para ele ter largado o tridente, assumo que queira agora treinar outra coisa e coloco-me já em posição de combate corpo a corpo, esperando que ele me fosse responder. Em vez disso, ele acena negativamente com a mão e deixa escapar um riso seco, antes de se sentar na areia virado para o mar.

— Sabes Zora, vou te contar um segredo - ele ri, virando a cara para mim - descansar também faz parte.

— És mesmo sem graça. -reclamo, fingindo dar-lhe um pontapé nas pernas, antes de me sentar ao seu lado e deixar meu corpo cair para trás - Dentro ou fora da academia, treino é treino.

— Mas descansar faz parte do treino - ele volta a repetir, seriamente - ou melhor, é um factor importante para o mesmo. Se te cansares ao dobro hoje, como tencionas dar o teu máximo amanhã?

— Tá bom, professor. Levarei isso em consideração para a próxima, oh sábio mestre. -respondo, ironicamente.

Tento ao máximo manter a seriedade, mas acabamos ambos por rir. Deitando-se também para trás para se colocar ao nível, Sidon espera que o ambiente da piada desvaneça para voltar com a conversa séria, como ele sempre faz e que eu volto a arruinar uma e outra vez ou as vezes necessárias até ele se cansar e desistir. Ele sabe que é brincadeira e que eu sempre o ouço - agora se aplico ou não o que ele me diz... é quando me apetece.


Girls are not meant to fight dirty
Never look a day past thirty
Not gonna bend over and curtsey for you

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Slash Airsmith

avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 16/03/2017
Localização : Distrito 4
Jogador : Alison

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Qua Jun 28, 2017 7:05 am


Slash Airsmith
▬▬▬▬▬☄️⚓️☄️▬▬▬▬▬


- Mas que p**** é essa, Slash?! - grita Cutter comigo no vestiário antes do treino. - Um olho roxo... Como vai explicar isso pra sua família? Sem contar que se verem o estado do seu corpo sem camisa...

- Disse à eles que fiz isso na academia. – digo, e meu primo solta um riso inconformado.

- Acontece que eu sou o professor e sei que você não fez isso na academia. - ele cruza os braços e morde a boca, esperando uma explicação. - Então?

Sento-me e levo as mãos atrás da cabeça. Com um longo suspiro, conto-lhe toda história, menos a parte onde Leviatã era o mesmo Leviathan que tínhamos na academia. Não tinha porquê contar essa parte à Cutter e correr o risco de prejudicá-lo aqui dentro.

Meu primo senta de frente para mim e tampa o rosto com uma única mão, como se fosse evidente a tamanha merda que me meti.

- Seja como for, ninguém pode ficar sabendo disso, Slash. Ninguém. Como seu primo, e por consideração à sua recuperação e você, não direi à ninguém sobre essa merda que você fez. Mas por favor, não volte lá novamente.

Levanto-me e olho para o espelho, vendo o estado que Levi tinha me deixado. As dores eram ainda mais fortes dois dias depois do combate, como se fosse um sinal para mostrar o quão perigoso era o lugar onde eu havia me metido. Mas infelizmente não podia ignorar que haviam outras dezenas de pessoas mais fortes e melhores que eu. Como protegerei minha família se não consigo nem ao menos me virar no mano-a-mano dentro de uma jaula com outra pessoa?

- Agradeço se não disser nada a ninguém, mas peço desculpas desde já por isso. – olho Cutter no fundo dos olhos antes de continuar. - Vou lutar ilegalmente para aprender à me defender novamente e ganhar dinheiro para poder ajudar minha família com o estabelecimento. Direi à eles que estou trabalhando. E primo, não tente me impedir, eu já tomei minha decisão.

Cutter suspira fundo e me entrega um sorriso nervoso.

- É melhor que não deixem acertar teu rosto, porque essa é a primeira e última vez que encobrirei isso, Slash.

Mesmo brincalhão, sabia que Cutter falava bastante sério. Principalmente agora, escondendo algo que também pudesse comprometer seu trabalho na academia, eu tinha plena certeza de que não podia decepcionar ele também.

- Ninguém nunca mais vai encostar no meu rosto, prometo. - respondo. Cutter mais do que ninguém sabia o peso de uma promessa para mim.



I'm trying understand myself
Who I'm and who they are
Why a promise means so much to me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Leviathan Gamlen

avatar

Mensagens : 24
Data de inscrição : 09/06/2017
Idade : 17
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Sab Jul 01, 2017 3:59 pm


Leviathan Gamlen

Os dias seguintes aos que sou convocado no clube de luta conseguem ser mais duros que o anterior. Com o passar dos anos, esconder qualquer resquício físico dos combates tornava-se quase automático - o problema estava no cansaço e dores que qualquer ser humano submetido a tal coisa tem que trazer consigo. Já para não falar de que não tive tempo para dormir absolutamente nada.

Nunca quis fazer amigos aqui dentro por isso mesmo - ninguém poderia desconfiar do que eu faço, e uma aproximação deste género é quase como simplesmente tatuar meu segredo para todo o mundo na testa - principalmente tendo em conta o quão rápido notícias e boatos correm dentro deste lugar.

— Quem vem primeiro dessa vez? - Zora nos encara aos três, segurando firmemente sua arma, esperando alguma iniciativa por nossa parte.

Discretamente, percorro a expressão de Fenrir e Sidon pelo canto do olho, até que o rapaz oriundo do Distrito Dois pega nos seus katares e com um sorriso torto, se anuncia enquanto oponente. Quase suspiro de alívio. É a isto que me refiro - a partir do momento em que me comecei a dar com esses três que me tornei susceptível a ser descoberto aqui dentro. Eu sabia disso e mesmo assim permiti que acontecesse, por alguma razão que ainda me escapa. Não que me arrependa - e felizmente, nenhum dos três insiste muito em perguntas pessoais ou outras bisbilhotices, mas não deixa de ser um risco. Dentro do nosso círculo, combatemos entre nós todo o santo dia, mesmo fora dos combates e outros tipos de treino asignados pelos treinadores da Academia. E talvez até melhor que Arodon ou Cutter, são eles os três no que trata a reconhecer meu estilo de combate... são eles que vão perceber logo quando algo estiver mal.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zora Greyport

avatar

Mensagens : 54
Data de inscrição : 16/03/2017
Idade : 18
Localização : Distrito 4
Jogador : Johanna

MensagemAssunto: Re: Distrito 04   Sab Jul 01, 2017 4:55 pm


ZORA GREYPORT
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

— Derrotadíssimo, garoto-das-montanhas. Se estivéssemos nos Jogos Vorazes, já tinhas sido empalado. -rio, ainda mais após ver a expressão admirada com que Fenrir responde, em brincadeira - Mas não te preocupes, que rapidamente viria a tua amiguinha Bindi a tempo de escutar tuas últimas palavras, decorar teu corpo com florzinhas e cantar-te uma canção de embalar.

Olho para o lado e mando um beijo para Bindi, que tal como esperado, estava assistindo à luta alguns metros mais longe que o restantes, mas perto o suficiente para eu saber que escutou o que acabei de dizer. Batendo com o pé com o meu gesto, a garota dá meia volta, irritada, e se afasta para ainda mais longe, só me fazendo rir ainda mais.

— Vai-te foder, Zora. - Fenrir reclama, por entre risos.  

Já me doendo a barriga de tanto rir, tento-me recompor e viro a atenção para Sidon e Levi, que estavam observando o combate, aos quais Fenrir se junta. Tendo ganho eu o combate contra Fenrir, continuaria eu no tátame.

— Neexttttttt! - chamo, esperando alguma iniciativa dos outros dois - Sidoooon? Leviiii?

— Não vale a pena olhares para mim com isso nas mãos, sabes que eu e armas ainda não nos damos muito bem. - É Levi quem responde, levantando as mãos e abrindo o caminho para Sidon.

Tick tock, Levi. Falta-te um ano para os 18, se não aprenderes agora vais aprender quando? - Questiono, seriamente, enquanto Sidon ainda mantinha o olhar preso no rapaz para saber se ele ganharia vontade de avançar primeiro ou não. Leviathan entrou na Academia pela altura da 73, ou seja, não há tanto tempo quanto nós - mas desde então tenho-o visto uma vez ou outra com um mangual, não mais que isso. Ele não era propriamente mau, mas em comparação com outros concorrentes... deixava um pouco a desejar. Principalmente após alguém o ver mandando no corpo a corpo, onde ele se destaca beeem de longe. Se fosse só isso que contasse nos critérios da Academia... ele estaria num dos primeiros lugares da tabela, se não mesmo no primeiro, sem dúvida alguma. Eu já o vi derrotando Sidon e a diferença de tamanho entre os dois é quase o dobro. Mas eram poucas as vezes em que Levi se dignava a fazer qualquer demonstração com uma arma, mesmo com a nossa insistência. Pessoalmente, eu achava toda essa situação estranha... mas o Levi é estranho mesmo. E é assim que a gente gosta dele.

— Tratarei disso, mas hoje não estou com cabeça. Não dormi nada ontem, tive que ajudar a minha mãe a noite inteira. - O rapaz explica, quando eu já estou com os olhos postos em Sidon. Assinto com a cabeça e mando o outro se aproximar, o que ele faz sem mais hesitações.

Pegando no tridente mais próximo, Sidon quase que dança para cima do tátame, numa harmonia para com a sua arma que só vejo nele. Coloco-me já em posição de combate, sem nunca tirar os olhos dele, sabendo que a primeira investida poderia ser a qualquer momento.

Girls are not meant to fight dirty
Never look a day past thirty
Not gonna bend over and curtsey for you



Última edição por Zora Greyport em Dom Jul 02, 2017 8:46 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Distrito 04   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Distrito 04
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 9Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Zona de Leiria

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
78º Edição Anual dos Jogos Vorazes :: Panem :: Interações-
Ir para: